Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2021 05 13 at 17.59.48

A Polícia Civil e a Prefeitura de Chapecó formalizaram na tarde desta quinta-feira (13) a renovação por mais quatro anos do convênio de estruturação e manutenção dos serviços de atendimento e resgate aeromédico. As atividades são prestadas pelas equipes do Helicóptero da Instituição, o SAERFron (Serviço Aeropolicial de Fronteira) e SARA (Serviço de Atendimento e Resgate Aeromédico).

Com o convênio, o município de Chapecó mantém dois profissionais de saúde diariamente para atuar em conjunto com a Polícia Civil no SAERFron, especificamente em missões de resgate aeromédico como acidentes de trânsito e de trabalho e transferências de urgência, como no caso de infartados.

Mais de 1,4 mil missões

O Serviço de Atendimento e Resgate Aeromédico, SARA, da Prefeitura de Chapecó, é fruto de uma parceria que, desde 2015, já resultou em mais de 1.400 missões aeromédicas em Chapecó e região e hoje conta também com apoio de outros municípios por meio do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste Catarinense, CIS-AMOSC.

O ato aconteceu no final da tarde desta quinta-feira, na Prefeitura de Chapecó. O Delegado Geral da Polícia Civil, Paulo Koerich, agradeceu ao prefeito de Chapecó, João Rodrigues, pela renovação do convênio, destacou a importância e a dedicação do trabalho feito na região, além de garantir que a Instituição está à disposição de toda a população na prestação dos serviços.

Relevância do serviço

O prefeito de Chapecó também enalteceu a relevância das equipes do SAER/PCSC e Sara para os serviços policiais e atendimentos médicos, que tem salvado vidas. Rodrigues também destacou os índices de segurança em Chapecó e a resolutividade dos crimes pela Polícia Civil.

Também participaram da assinatura o Delegado Geral Adjunto Fernando Callfass, o Diretor de Polícia da Fronteira, Delegado Carlos Augusto Morbini; o Delegado Coordenador do SAERFron, Albert Silveira; o Delegado Regional de Polícia de Chapecó, Ricardo Casagrande; o Secretário de Saúde de Chapecó, Coronel Carlos Balsan; o Médico do SARA Alexsandro Rosa; o Secretário de Governo em Chapecó, Thiago Felipe Etges e o Consultor Jurídico de Assuntos da Segurança Pública de Chapecó, Márcio Bueno.

WhatsApp Image 2021 05 13 at 18.00.36

pc giro noite

Em Tubarão, a Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão preventiva contra um homem de 36 anos suspeito de ter praticado diversos furtos e roubos contra mulheres idosas.

Policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Tubarão tomaram conhecimento, através de boletins de ocorrência, que um homem conduzindo uma motocicleta estaria se aproximando de mulheres na rua e puxando as bolsas. A equipe de investigadores conseguiu identificar o homem e verificou que ele possui passagens por crimes patrimoniais, sobretudo por roubos.

Em pelo menos três oportunidades as vítimas ficaram lesionadas em decorrência da violência empregada pelo investigado, tendo uma delas ficado gravemente ferida, sendo submetida a exame de corpo de delito. No laudo o médico legista atesta a incapacidade para ocupações habituais por mais de 30 dias, uma vez que teve fraturas ósseas e dentárias.

Houve a representação pela prisão preventiva do suspeito, deferida pelo juízo da 2a Vara Criminal da Comarca de Tubarão.

O homem foi conduzido ao Presídio Regional de Tubarão, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

logobanner

A partir dos resultados dos laudos periciais sobre duas das quatro mortes ocorridas no sábado (08) em São Domingos, Extremo-Oeste de Santa Catarina, onde uma residência foi consumida pelo fogo, a Polícia Civil de Santa Catarina investiga o episódio como criminoso. Na ocasião, o fogo na residência causou a morte de quatro pessoas – um casal e duas crianças.

De acordo com os laudos do Instituto Médico Legal (IML) do Núcleo Regional de Perícias de São Lourenço do Oeste, uma das vítimas, um homem de 34 anos, apresentava "ferida cortante em região cervical”. A causa da sua morte foi hemorragia aguda. A outra vítima, a mulher de 31 anos, apresentava "ferida perfurocortante em região cervical direita”. A causa de sua morte também foi hemorragia aguda.

Os laudos também mostraram que as lesões foram produzidas em organismo vivo, ou seja, que suas mortes não foram decorrentes do fogo que consumiu toda a residência. Os exames também confirmaram a ausência de lesões por inalação ou fuligem em via aérea.

O homem foi identificado pela impressão digital, enquanto que a mulher pela arcada dentária. As identificações das duas crianças aguardam resultados de testes de DNA, devido à proporção e grau das queimaduras.
As identificações das duas crianças (para que na sequência os corpos sejam liberados) aguardam resultados de testes de DNA, devido à proporção e grau das queimaduras. As investigações estão com a Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (DIC-Fron) da Polícia Civil de São Lourenço do Oeste. O Instituto Geral de Perícias (IGP) também participa.

WhatsApp Image 2019 10 18 at 17.07.05

A Polícia Civil cumpriu a prisão preventiva de dois homens suspeitos de homicídio. Foi nesta quinta-feira (13), em Curitibanos. O crime ocorreu em abril, no bairro Getúlio Vargas.

Apesar dos suspeitos estarem respondendo em liberdade, a investigação constatou a prática de outros crimes, ameaçando testemunhas do caso, prejudicando o trabalho policial, fato que fundamentou o pedido pelo Delegado de Polícia e a decisão judicial pela prisão preventiva dos dois investigados.

Participaram da ação policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC), Setor de Investigação Criminal (SIC), Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) e Delegacia de Polícia da Comarca de Curitibanos (DPCO).

WhatsApp Image 2020 06 09 at 15.17.08

A Polícia Civil prendeu um homem de 42 anos por descumprir medida protetiva deferida a sua ex-mulher, de 37 anos. A prisão aconteceu na tarde de quarta-feira (12), no bairro Gasparinho em Gaspar, e foi feita por policiais do Setor de Investigações e Capturas (SIC).

A comunicação à Polícia Civil ocorreu após o marido ameaçar a mulher. Ela, então, registrou a ocorrência na Delegacia de Polícia e teve deferida a medida protetiva.

A Polícia Civil apurou que no início deste mês o suspeito encontrou a vítima em um estabelecimento comercial e ao vê-la conversando com um amigo a agrediu puxando seus cabelos.

A Polícia Civil representou pela prisão preventiva, que foi deferida. Ele foi localizado e preso em sua casa. Depois, encaminhado ao Presídio Regional de Blumenau, onde permanece à disposição da Justiça.