Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

 pc222222222200000000000000000000000000000000000000000222222222222222222222222222222222

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) de São Miguel do Oeste, em conjunto com a OAB e o Poder Judiciário, renovaram e ampliaram o termo de parceria para garantir, além de orientação jurídica, acompanhamento advocatício a todas as pessoas hipossuficientes atendidas na DPCAMI/PCSC, em São Miguel do Oeste.

Desde março de 2021, advogados voluntários do município prestam orientação jurídica semanalmente ao público atendido na DPCAMI/PCSC. Agora, além disso, às pessoas interessadas atendidas pela Polícia Civil, preenchidos alguns requisitos, será prestada a assistência advocatícia em sede judicial no caso de ajuizamento de demandas.

A DPCAMI/PCSC passa a ser porta de entrada para o acolhimento de demandas que afligem a mulher quando ela sai de uma situação de violência, tanto na área cível (divórcio, alimentos, guarda, etc), como na área criminal.

pc000000000000000000000000000000000000000000000000000000000000

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Antônio Carlos, realizou na terça-feira (29) a prisão de um homem pela prática do crime de receptação qualificada.

Além da prisão, as equipes recuperaram todas as bobinas furtadas no dia 24 de novembro, quando, por volta das 18h, uma usina hidrelétrica, localizada no interior do município de Antônio Carlos, foi alvo de furto de oito bobinas de cabos de energia, pesando 700kg cada e um prejuízo estimado de R$ 170 mil.

A ação contou com o apoio da Divisão de Investigação Criminal de Palhoça (DIC/PCSC), Laboratório de Tecnológica Cibernética (CIBER-LAB) da DEIC/PCSC, Polícia Rodoviária Federal (PRF), 24°Batalhão da Polícia Militar de Biguaçu e Polícia Militar de São Pedro de Alcântara. 

pc00000000000000000000000000000

VIATURA 14Y

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Bom Retiro, com o apoio da Polícia Militar de Bom Retiro, realizou na terça-feira (29) a prisão de um homem suspeito de integrar uma organização criminosa que atuava em Bom Retiro e demais municípios da Serra Catarinense. O investigado tinha três mandados de prisão ativos e foi preso pelos crimes de homicídio qualificado, tráfico de drogas, associação para o tráfico e roubo.

Durante as investigações, a Polícia Civil apurou que o investigado estaria empenhado em coordenar o tráfico de drogas na cidade de Bom Retiro e região, além de estimular outras pessoas a compor a facção criminosa. Após a prisão, o preso foi interrogado na DIC/PCSC de Lages e em seguida encaminhado para a Unidade Prisional de Lages, onde permanecerá à disposição da Justiça.

pc00000000000000000000000000

Equipe multidisciplinar, atendimento humanizado e qualificado 24 horas por dia. Assim será a nova estrutura da Central Macrorregional de Plantão Policial apresentada nesta terça-feira (29) pela Polícia Civil, por meio da Diretoria de Polícia da Grande Florianópolis (DPGF) da Polícia Civil. A apresentação aconteceu no auditório do Centro Administrativo da Segurança Pública, na Capital.

A criação da Central Macrorregional de Plantão Policial está entre as melhorias dos projetos executados pela DPGF/PCSC em 2022 e apresentados no balanço anual da gestão. Localizada no bairro Trindade, em Florianópolis, a unidade foi reformada e planejada para se tornar referência no atendimento flagrancial de ocorrências policiais no Estado. No local, haverá atendimento especializado para vítimas de violência doméstica e setores individualizados para os atendimentos do menor em conflito com a lei.

Esta mesma estrutura especializada também será implantada nas centrais de plantão policial de Palhoça e São José que passam a contar com Sala Lilás e sala de monitoramento vigiado para o adolescente em conflito com a lei.

“A Macrorregional vai trazer um atendimento diferencial para toda a Grande Florianópolis, um atendimento padronizado e de excelência”, salientou o delegado-geral da Polícia Civil de SC, Marcos Flávio Ghizoni Júnior.

A diretora de Polícia da Grande Florianópolis (DPGF/PCSC), delegada Michele Alves Correa Rebelo, apresentou o balanço da gestão 2022 e também falou sobre a construção de três delegacias de Polícia de Florianópolis.

“Fechamos uma parceria inédita com a Prefeitura de Florianópolis, que nos cedeu três terrenos para a instalação da nova Delegacia do Continente, da 5ª Delegacia de Polícia e da Delegacia do bairro Ingleses”, enfatiza a diretora.

Balanço 2022 da DPGF

A Diretoria de Polícia da Grande Florianópolis abrange 13 municípios e conta com as delegacias das Regionais de Polícia de São José e Palhoça.

Durante este ano, as Delegacias da Diretoria instauraram 8.304 inquéritos policiais e registraram 126.697 boletins de ocorrência.

Primeira equipe especializada em local de crime

Uma novidade também entregue em 2022 pela DPGF foi a primeira equipe exclusiva para atendimento ao local de crime do Estado. A atuação é direcionada a situações que exijam trabalhos investigativos e periciais envolvendo casos de mortes violentas, como homicídio, feminicídio e latrocínio, e delitos de roubos a banco, comércio e residência; crimes patrimoniais de grande monta (mesmo sem violência) e ocorrências relacionadas à lei Maria da Penha.

O atendimento imediato aos locais desses crimes favorece as investigações da Polícia Civil, proporcionando celeridade e eficiência assegurando a cadeia de custódia das provas, já que os vestígios são preservados de forma mais rápida e eficaz. Os trabalhos são realizados de forma integrada com a Polícia Científica.

pc000000000000000000000000000000

pc0000000000023333

 

banner2

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Itapema, concluiu a investigação que apurou o atropelamento de três mulheres em uma casa noturna, em Itapema.

Na madrugada do dia nove de outubro deste ano, um homem atropelou três jovens mulheres na calçada de uma tabacaria no bairro Meia-Praia. Uma das mulheres teve uma de suas pernas amputada.

Em interrogatório, o investigado negou ter feito uso de bebida alcoólica e disse que fugiu do local para preservar a sua integridade física. Ele justificou o acidente alegando não estar acostumado com carros de transmissão automática.

Entretanto, as diligências investigativas concluíram que o suspeito fez sim uso de bebida alcoólica na noite dos fatos e que fugiu do local para evitar a sua responsabilização. O inquérito Policial foi encaminhado ao Poder Judiciário e Ministério Público local. O suspeito foi indiciado pelo Art. 303, parágrafo 2 e o artigo 305, ambos do Código de Trânsito.