Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

 banner4

Na sexta-feira (06), policiais civis da Delegacia de Polícia da Comarca de Tijucas cumpriram um mandado de prisão contra uma mulher suspeita de golpes em Tijucas.

As vítimas eram principalmente idosos. A investigação começou a partir de um boletim de ocorrência registrado em fevereiro, de que uma mulher, se aproveitando da sua condição de agente comunitária de saúde, teria visitado a casa da vítima, solicitado informações e fotos para uma suposta atualização de dados da secretaria de saúde do município e a expedição de nova carteirinha do SUS.

A suspeita então teria realizado abertura de contas e contratado empréstimos consignados em nome da vítima. A Polícia Civil instaurou inquérito policial. Mais quatro pessoas foram à Delegacia de Polícia e relataram que também tinham sido vítimas da mesma suspeita.

A investigação ainda está em andamento. Há suspeita que ela teria obtido vantagem financeira em prejuízo das vítimas de R$ 135 mil. Além do pedido de prisão preventiva, foi representado ao Judiciário pelo afastamento da suspeita do cargo público, o que foi deferido pelo juiz da Vara Criminal de Tijucas.

 WhatsApp Image 2022 04 26 at 09.38.40

Agentes de Polícia da Delegacia da Polícia Civil da Comarca de Tijucas foram homenageados pela Câmara de Vereadores de Tijucas. Eles receberam o prêmio de destaque do ano pelos trabalhos realizados pela Polícia Civil na comunidade.

A entrega da homenagem aconteceu na noite de segunda-feira (25). Os policiais civis que receberam a homenagem foram os agentes Luiz Carlos Kohakoski, Fernanda Antunes dos Santos Daruy e Cleverson Turczinski.

viatura y16

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Balneário Camboriú, cumpriu na tarde de sexta-feira (22) um mandado de prisão temporária contra um suspeito de um homicídio de um homem, ainda sem identificação, cujo corpo foi encontrado carbonizado em um terreno baldio na esquina da Avenida Marginal Leste com a rua Pernambuco, em Balneário Camboriú, no dia 18/04/2022.

As investigações apontaram que o crime teria ocorrido no dia 15/04/2022. Na ocasião, a vítima, um morador de rua, estaria dormindo no terreno na companhia de uma mulher quando um outro morador de rua se aproximou e, sem falar nada, o golpeou por diversas vezes com um pedaço de madeira na região da cabeça. Após isso, o suspeito teria vasculhado os pertences da vítima em busca de drogas e, ao não encontrar nada, teria colocado fogo no corpo.

O suspeito teria poupado a mulher e outras duas testemunhas que estavam próximas do local sob ameaças de morte caso falassem algo sobre o ocorrido. Após ser preso, o suspeito foi interrogado e confessou o crime. Porém, alegou que teria sido motivado pelo fato da vítima estar estuprando a mulher com quem estava dormindo. A investigação, entretanto, aponta que tal narrativa é inverídica. O preso foi encaminhado ao Presídio do Vale do Itajaí, onde aguardará a conclusão da investigação.

Informações que auxiliem na identificação da vítima podem ser encaminhadas pelo telefone 181 ou através do WhatsApp, pelo número (47)3398-6500.

1c3173e6 649c 45a8 8ad3 c0907a26f088

Na manhã desta quinta-feira (07), policiais civis da Delegacia de Polícia de Bombinhas realizaram a operação “Freio de Mão” para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão com o objetivo de prender assaltantes que agiam na região.

Três homens foram presos. Em um dos roubos praticados por eles, a vítima, da cidade de Bombinhas, foi feita refém por algumas horas. Na ocasião, em novembro/2021, os assaltantes levaram o veículo de uma mulher, abordando ela com arma de fogo dentro de casa e a encapuzando, no bairro de Zimbros, mantendo a vítima nessa condição por horas.

A investigação indicou que os suspeitos saíram de Bombinhas, foram até Palhoça, onde deixaram o veículo e voltaram para Porto Belo, onde libertaram a vítima.

A operação correu em Bombinhas, Porto Belo, Tijucas, Joinville e Camboriú. Um quarto foragido segue sendo procurado pela Polícia Civil. A ação contou com o apoio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville, Delegacia de Polícia da Comarca de Camboriú e Delegacia de Polícia da Comarca de Porto Belo.

Viatura Sirene Dia

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Bombinhas, resgatou na terça-feira (29) uma mulher de 46 anos que estava mantida em estado de cárcere privado, em Bombinhas, litoral Norte de Santa Catarina.

Após receber denúncias anônimas sobre pedidos de socorro e possível violência doméstica no bairro Mariscal, policiais estiverem no local para apurar a veracidade da denúncia. Lá confirmaram que uma mulher estava em um apartamento trancada, sendo necessário o arrombamento da porta.

De acordo com as investigações preliminares, a vítima teria recebido um valor para viajar para o Paraná em razão do estado grave de saúde de um familiar, mas o companheiro não permitiu que ela viajasse. Ele teria ameaçado e retido o dinheiro da vítima e usado para comprar drogas. Além disso, simulou em mensagens de texto para os familiares da mulher que ela já teria viajado, mantendo-a dentro do apartamento desde domingo (26), retirando a cópia dela da chave e trancando a porta quando saia. No momento da diligência o investigado não estava no local. A Polícia Civil apura os fatos. A vítima formalizou medida protetiva e foi encaminhada pela Coordenadoria da Mulher até a rodoviária.