Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2022 02 01 at 13.31.04

Na manhã desta terça-feira (01), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Porto Belo, deflagrou a operação “Tirando de Cena”. Foram cumpridos mandados de prisão em investigação que combate roubos no litoral Norte e na Grande Florianópolis.

Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão, em Porto Belo, Tijucas e São José, e quatro mandados de prisão preventiva contra integrantes de uma associação criminosa responsável por roubos ocorridos na região, no final do ano passado.

Entre outubro e dezembro de 2021, os investigados tiveram participação em pelos menos 14 roubos na região, sendo registradas ocorrências em Porto Belo, Tijucas, Itapema e São José.

Os crimes foram praticados por mais de um assaltante com porte de arma, inclusive roubos contra idosos, agindo com violência física. Há também participação em crimes de furto.

A operação contou com a participação de 32 policiais das Delegacias de Polícia de Porto Belo, Bombinhas, Tijucas, Itapema, Delegacia de Polícia da Comarca de Balneário Camboriú, Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Balneário Camboriú, 1ª Delegacia de Polícia de São José e a Polícia Militar de Tijucas.

Associação criminosa

As investigações contaram com a troca de informações entre as Delegacias de Porto Belo, Bombinhas, Tijucas, Itapema e 1ª DP de São José, além da Polícia Científica, por meio do Setor de Papiloscopia e Polícia Militar de Tijucas, resultando na identificação de uma associação criminosa, sendo investigados oito homens.

O nome da operação se deu em razão de conversas mantidas entre integrantes da associação, nas quais combinavam a prática dos crimes referindo-se a “fazer uma cena”.

Durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão foram apreendidos objetos, alguns reconhecidos por vítimas de furto e roubo em Porto Belo. Outros objetos ainda aguardam reconhecimento.

WhatsApp Image 2022 02 01 at 13.31.05

WhatsApp Image 2022 02 01 at 13.31.05 1

fbd7dc49 36d8 4e71 8d48 29dd19f33f17

No final da tarde de quarta-feira (26), a Polícia Civil, em conjunto com FAMAB e Diretoria de Saneamento da Prefeitura de Bombinhas, realizou uma operação conjunta para fiscalizar locais na cidade com indícios de crime de poluição, com esgoto despejado de forma irregular em valas de drenagem.

Em uma residência no centro de Bombinhas, a Polícia Civil identificou um homem, que tentou se identificar com nome falso, mas que tinha contra si três mandados de prisão preventiva e em decorrência de sentença condenatória expedidos pela Justiça do Paraná – os crimes dos mandados são tráfico de drogas, associação para o tráfico e posse irregular de arma de fogo.

O homem afirmou aos policiais que estaria há oito meses na cidade. Após os procedimentos, ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Tijucas, onde aguardará recambiamento para o Estado vizinho.

A Polícia Civil continuará apurando a prática de crimes ambientais em conjunto com os demais órgãos e alerta que constitui crime de poluição, punido com reclusão de um a quatro anos e multa, qualquer natureza de poluição que resulte ou possa resultar em danos à saúde humana, ou que provoque a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora.

0000000000000000000000000000000000000000001

Nesta quinta-feira (13), foi cumprido o mandado de prisão temporária do último foragido da operação “Mar Vermelho”. A ação da Polícia Civil foi deflagrada em agosto de 2021 em combate a uma célula de uma organização criminosa em Bombinhas, litoral Norte do Estado, responsável pelo tráfico de drogas, crimes patrimoniais e corrupção de menores.

O preso foi abordado pela Polícia Militar após receber informação de pessoas, de que um homem estaria vendendo drogas em um deck em Balneário Camboriú. Com o homem foram localizados 30 comprimidos de ecstasy, 12g de maconha e R$ 812. Levado à Delegacia de Polícia, ele foi preso em flagrante também pelo crime de tráfico de drogas.

Investigação
A investigação da operação “Mar Vemelho” foi realizada pela Delegacia de Polícia de Bombinhas e identificou um núcleo de uma facção criminosa que buscava se implantar na cidade. Os trabalhos resultaram na época no cumprimento de 16 mandados de prisão/apreensão de adolescentes. Todos os investigados adultos presos permanecem no sistema prisional.

Além de combater o tráfico de drogas e o aliciamento de adolescentes para as práticas ilícitas, a ação repercutiu também para a prevenção a crimes de furtos e receptação, especialmente pela prisão dos envolvidos na “cracolândia”, identificados pela reiteração de crimes patrimoniais na cidade.

WhatsApp Image 2022 01 11 at 18.20.13

Nesta terça-feira (11), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC), recuperou um semirreboque furtado em um posto de combustível em Canelinha.

A diligência faz parte da investigação que apura o roubo de carga de chapas de aço ocorrido no dia 01 de outubro do ano passado, em Araquari.

brasao

Na madrugada desta quarta-feira (05), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Central de Polícia de Balneário Camboriú, capturou em flagrante delito um homem pela prática do crime de importunação ofensiva ao pudor contra uma adolescente de 17 anos.

O suspeito foi detido logo após a vítima ter noticiado na delegacia de polícia que havia sido violentada sexualmente na mesma noite no restaurante ao qual o suspeito é proprietário, localizado em Camboriú.

Após diligências, a partir de informações fornecidas pela vítima e testemunhas, o suspeito foi localizado e encaminhado à Central de Polícia. A autoridade policial de plantão determinou a lavratura do flagrante e representou pela prisão preventiva, a qual foi concedida pelo Poder Judiciário. Após as formalidades legais, o homem foi encaminhado ao sistema prisional de Itajaí, onde ficará à disposição da Justiça.