WhatsApp Image 2022 04 10 at 14.59.12

No domingo (10), a Polícia Civil, através da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Blumenau, prendeu em flagrante dois homens pela prática dos delitos de porte ilegal de arma de fogo com numeração suprimida e contrabando, em Blumenau.

As investigações se intensificaram a partir do cumprimento de um mandado de busca e apreensão na residência de um dos investigados, já que ele era suspeito de negociar armas de fogo supostamente provenientes do Paraguai.

Naquela ocasião, uma arma de fogo que tinha sido negociada foi apreendida, e a pessoa que estava na posse presa em flagrante delito. No início da semana, informações chegaram ao conhecimento da DIC/PCSC de Blumenau dando conta de que o investigado iria ao Paraguai buscar armas de fogo e demais produtos proibidos no país.

Na madrugada de domingo, os policiais civis da DIC/PCSC se posicionaram na SC-108, na rua Dr. Pedro Zimmermann, à espera da passagem do investigado. Assim que o veículo foi identificado, houve a abordagem. Além do investigado, havia mais um condutor. Em buscas pessoais, os policiais civis localizaram um revólver municiado de origem estrangeira na cintura do investigado.

Em buscas minuciosas no veículo, já na sede da DIC/PCSC de Blumenau, os policiais localizaram dentro de uma caixa de som medicamentos sem registro na Agência Nacional de Vigilância Sanitária, além de cigarros eletrônicos e insumos igualmente proibidos no país (Resolução de Diretoria Colegiada da Anvisa: RDC nº 46, de 28 de agosto de 2009).

Em interrogatório, um dos presos afirmou que desconhecia que a entrada de cigarros eletrônicos no país era proibida, bem como disse que o material apreendido era do outro investigado. Este, contudo, permaneceu em silêncio. A prisão foi comunicada ao Poder Judiciário, ao Ministério Público e à Defensoria Pública, já que não houve indicação de advogado para participar do ato flagrancial. Após trabalhos cartorários, os presos foram encaminhados ao Presídio Regional de Blumenau, onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.