Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2022 01 07 at 00.30.14

As Polícias Civil e Militar de Timbó realizaram a operação “Drive Thru da Droga” em Timbó, na quinta-feira (06). Foram cumpridos dois mandados de busca e apreensão e apreendidos drogas como maconha e cocaína, dinheiro e um veículo do tráfico de drogas. Cinco pessoas foram presas.

A investigação conjunta apontou que usuários entravam em um imóvel do suspeito pela garagem sem precisar desembarcar dos seus veículos, como uma espécie de “drive thru do tráfico de drogas”.

No total, cinco homens envolvidos com o esquema criminoso foram presos, entre eles o organizador do comércio de entorpecentes.

Durante a operação, um envolvido foi abordado e, após identificado, foi preso por ter mandado de prisão preventiva aberto no Estado do Pará.

Ao final, foram instaurados os procedimentos cabíveis e os envolvidos com o tráfico de drogas ficaram à disposição do Poder Judiciário.

WhatsApp Image 2022 01 07 at 00.30.14 1

WhatsApp Image 2022 01 04 at 18.44.39

Nesta terça-feira (04), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Gaspar, prendeu um homem de 44 anos pelo crime de estupro de vulnerável. O crime teria ocorrido no ano 2011, em Joinville, e a vítima, que tinha oito anos na época, é sobrinha do homem.

Os abusos ocorreram na casa do autor quando a criança estava na companhia de duas primas, filhas do autor, assistindo à televisão. Os pais só descobriram os abusos porque a criança começou a ter crises de choro e, após insistência dos pais, decidiu revelar o que tinha acontecido.

Diante dos fatos foi instaurado inquérito policial. O homem foi condenado a nove anos de prisão em regime inicialmente fechado em julho de 2019, mas estava foragido desde então.

O preso foi encaminhado ao Presídio Regional de Blumenau para o início do cumprimento da pena.

8a9e9ef5 878d 4fe1 a0b9 c4d84551ffae

Uma ação conjunta entre a Delegacia da Receita Federal de Blumenau, por meio da Equipe de Vigilância e Repressão, com o apoio do Núcleo de Inteligência da Polícia Civil de Santa Catarina (3ª DRP), realizou na manhã desta quarta-feira (22) uma operação contra o descaminho de bebidas alcoólicas provenientes da Argentina.

Foram apreendidas em um depósito de Gaspar, no Vale do Itajaí, mais de mil garrafas com o valor estimado superior a R$ 100 mil. O material apreendido foi encaminhado ao depósito de mercadorias apreendidas de Itajaí e os proprietários irão responder procedimento fiscal e criminal.

4659ebd7 9c33 4d60 a5bf 6d08269212f4

 

WhatsApp Image 2021 12 21 at 19.37.21

Nos dias 20 e 21 de dezembro, a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Blumenau, deflagrou uma operação para cumprir 16 ordens judiciais contra pessoas suspeitas pela prática dos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e lavagem de dinheiro em Santa Catarina, nos municípios de Indaial, Itapema, Joinville e São Francisco do Sul, e no Paraná, nos municípios de Pato Branco e Francisco Beltrão.

No total, três pessoas foram presas, sendo que o principal suspeito por traficar as drogas foi localizado na cidade de Francisco Beltrão na segunda-feira (20). Além disso, uma mulher e mais um homem suspeitos por auxiliar no crime de tráfico também foram presos.

A investigação começou no ano passando, quando três pessoas foram presas com 130kg de maconha na cidade de Indaial. Após diligências realizadas pela Polícia Civil, foram decretadas medidas de prisão, busca e apreensão e de sequestro de bens.

No decorrer das diligências, apurou-se que a droga tinha sido fornecida pelo homem que foi preso na segunda-feira (20). O patrimônio estimado dele, entre lojas, veículos de luxo, bens, propriedades, supera 5 milhões de reais.

A mulher, que foi presa na cidade de Indaial, teve sua participação comprovada porque auxiliava o seu companheiro, que foi um dos presos em posse dos 130 quilos de maconha, na compra e venda do entorpecente, bem como na contabilidade do tráfico de drogas.

O outro preso foi localizado em São Francisco do Sul. Além disso, nas cidades de Francisco Beltrão e Pato Branco, duas lojas também foram objeto de busca e apreensão.

A mulher foi encaminhada ao Presídio Regional de Blumenau e o preso em Joinville foi para o estabelecimento prisional da respectiva cidade. Já o preso em Francisco Beltrão foi encaminhado para um presídio no Paraná. A Polícia Civil tem agora um prazo de 30 dias para concluir as investigações, podendo este prazo ser prorrogado pelo juiz.

WhatsApp Image 2021 12 21 at 19.50.11

 WhatsApp Image 2021 12 15 at 21.17.52

Está preso um suspeito de latrocínio praticado contra um homem, no bairro Itoupavazinha, em Blumenau. A prisão foi feita pela Polícia Civil, por meio de policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Blumenau, na quarta-feira (15).

No dia 02/12/2021, a vítima foi encontrada morta em sua residência. A Polícia Civil iniciou os trabalhos para apurar as circunstâncias do fato e a respectiva autoria. O Instituto Geral de Perícias (IGP/SC) foi acionado e coletou vestígios deixados.

Preliminarmente, verificou-se que a vítima tinha sido morta no dia 01/12/2021, e nesse dia teria recebido pessoas em sua casa. Em busca da autoria, a Polícia Civil identificou que a vítima voltou do trabalho no dia 01/12/2012 às 19:21. Às 21:24, três homens sobem a ladeira de acesso à casa da vítima. Às 23:09, os três homens descem correndo a ladeira.

Posteriormente, constatou-se que duas camisas deixadas na casa da vítima pertenciam a dois dos autores, já que roupas, tênis, relógios e dinheiro foram subtraídos. Os três autores saíram da casa vestindo as roupas roubadas da vítima. Demonstrada a autoria e a materialidade delitiva, representou-se pela prisão preventiva e busca e apreensão.

Um dos três autores foi preso em casa, no bairro Itoupavazinha. Na oportunidade, o telefone celular, roupas e tênis da vítima foram recuperados. Na Delegacia de Polícia, o preso confessou detalhadamente o plano criminoso, corroborando a linha de investigação que apontou que os três autores mataram a vítima para roubá-la.

Os dois outros autores, logo após o crime, retornaram para o Ceará, já que são natural daquele Estado, e estão foragidos. A prisão foi comunicada ao poder Judiciário e o preso encaminhado ao Presídio Regional de Blumenau. A Polícia Civil tem um prazo de 10 dias para concluir o inquérito policial.