Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

9905b1c9 efc9 4476 a1e7 93a46ba91cfb

Nesta quarta-feira (20), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Brusque, cumpriu seis mandados de prisão preventiva contra membros de uma organização criminosa responsável por coordenar a venda de entorpecentes no município de Brusque e na região.

A investigação mostrou que o grupo criminoso utiliza arma de fogo, coação de moradores em áreas vulneráveis e aliciamento de adolescentes para a prática dos crimes. Além disso, foi possível apurar que, mesmo presos em unidades prisionais, alguns integrantes do grupo controlavam pontos de vendas de drogas e emitiam ordens para outros criminosos.

Esta é a segunda operação do ano realizada pela Polícia Civil de Brusque no combate à organização criminosa e seus membros.

8bac2022 2646 44c2 8862 2e063a46d50c

c219f860 e030 4f2f b152 af21c320455d

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Furtos e Roubos (DFR/PCSC) de Brusque, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Itajaí, prendeu no início da noite de terça-feira (19), um empresário de Guabiruba. A prisão é em decorrência da Operação “Fio Solto", que apura os delitos de receptação de carga e associação criminosa.

O investigado estava foragido desde a deflagração da operação, ocorrida no início do mês de outubro, quando fugiu para o Paraguai. A DFR/PCSC estava o monitorando e constatou que na terça-feira ele teria retornado a cidade de Guabiruba.

Com o auxílio da PRF, o veiculo em que ele estava foi abordado na Rodovia Antônio Heil, já na cidade de Itajaí, onde ocorreu a prisão.

Leia mais sobre a Operação "Fio Solto"

 viatura6

A Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão preventiva contra um homem de 33 anos investigado pelos crimes de estupro, roubo e furto ocorridos em São João Batista, na madrugada de quinta-feira (15).

O investigado abordou uma mulher que se dirigia ao trabalho e praticou contra ela os crimes de estupro e roubo, utilizando de extrema violência na prática dos crimes. Na sequência, o homem furtou um veículo Saveiro de uma empresa e objetos de uma residência vizinha e fugiu para Florianópolis.

Após investigações, a Polícia Civil de São João Batista, em menos de 48 horas, conseguiu identificar o autor e colher diversas provas sobre a sua participação nos delitos. Houve o apoio da Divisão de Roubos e Antissequestro (DRAS) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC) nas investigações.

O mandado de prisão contra o homem pelos crimes de São João Batista foi cumprido nesta terça-feira (19) no presídio, polis ele já havia sido preso no domingo por força de outro mandado de prisão por roubo, com base em uma investigação da Delegacia de Repressão a Roubos (DRR/PCSC) da Capital.

WhatsApp Image 2021 10 06 at 08.41.18

A Polícia Civil deflagrou na tarde de terça-feira (05) a Operação “Fio Solto" em combate aos crimes de receptação de cargas e associação criminosa em Guabiruba. A ação é da Divisão de Furtos e Roubos (DFR/PCSC) de Brusque e da Delegacia de Guabiruba, com o apoio da Delegacia de Polícia da Comarca, Divisão de Investigação Criminal (DIC) e DPCAMI de Brusque.

Durante as investigações apurou-se que no dia 25/09/2021 houve a subtração de uma carga de fios de algodão avaliada em cerca de R$ 690.000,00, na cidade São José dos Pinhais/PR. A DFR/PCSC tomou conhecimento de que essa carga subtraída foi direcionada para a cidade de Guabiruba.

Iniciou-se um trabalho de investigação com a finalidade de identificar as tecelagens que receberam os fios para a produção de tecidos, passando-se a apreender parte da carga subtraída já no dia 29. Na medida em que a investigação avançava, o principal suspeito da receptação iniciou uma manobra desesperada para tentar ocultar os fios, transportando para diversas empresas, inclusive ocultando em imóveis da família.

Na terça-feira, a DFR coordenou a etapa da operação em que foram cumpridos 7 mandados de busca e apreensão nas residências e empresas dos investigados, nas cidades de Brusque, Guabiruba e São João do Itaperiú.

Houve a recuperação de mais 451 caixas de fios, totalizando mais de 13 toneladas avaliadas em R$ 420.000,00, uma arma de fogo calibre .32  e 122 munições do mesmo calibre. Duas pessoas foram presas, mais de 30 ouvidas e 8 empresas foram vistoriadas.

A Polícia Civil reforça o alerta às empresas de tecelagem para que não coloquem fios na produção antes da apresentação das notas fiscais, pois a conduta pode configurar receptação e fomenta o furto de cargas.

b2724019 c71d 4e03 bbe1 1aaa6ea3fa62

Na terça-feira (21), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia de Major Gercino, deu cumprimento a dois mandados de busca e apreensão, expedidos pela comarca de São João Batista, visando apurar posse irregular de arma de fogo.

Foram realizadas buscas em duas residências em Major Gercino, resultando na apreensão de um revólver calibre 38 e munições, que instruirão o inquérito em andamento. A operação contou com o apoio da Delegacia de Polícia da Comarca de São João Batista.