Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

COLETE DIC 01

A Polícia Civil, por intermédio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Caçador, prendeu na tarde de quinta-feira (24) em Curitibanos um homem suspeito de um roubo em uma residência no mês passado no bairro Reunidas, em Caçador.

Os suspeitos cobriam o rosto na hora do crime e invadiram a casa no começo da noite de 23 de maio. Da residência foram subtraídos dinheiro e joias. As vítimas foram amarradas e mantidas sob ameaça constante, já que um dos homens fazia uso de uma arma de fogo. As investigações ficaram a cargo da DIC/PCSC.

Além da prisão, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nos endereços do homem em Curitibanos e em Florianópolis. A ação contou com o apoio de policiais civis das cidades de Curitibanos e da 7ª DP da Capital.

Nos endereços foram encontrados dinheiro, joias, relógios e o carro usado para fugir, além de mais objetos que auxiliarão na continuidade das investigações.

O preso é suspeito de praticar crimes da mesma no Meio-Oeste e no litoral. Após a prisão, o homem foi levado ao presídio e permanecerá à disposição da Justiça.

brasao

Nesta quinta-feira (19), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Caçador, prendeu o suspeito de matar e esquartejar um homem em abril deste ano. O homem foi preso em uma reserva indígena entre os municípios de Calmon e Porto União.

A ossada do corpo foi encontrada há pouco menos de um mês, quando a Polícia Civil foi informada que, em uma área de mata próxima ao kartódromo de Caçador, poderia ser encontrado o corpo de uma pessoa desaparecida.

Com a localização dos restos mortais, a DIC/PCSC iniciou as investigações e reuniu elementos que apontaram para o suspeito do crime. De posse das provas, a Polícia Civil representou pela prisão temporária do suspeito e o pedido foi deferido pelo Poder Judiciário.

Após interrogado, o preso foi encaminhado ao presídio de Caçador. As investigações continuam com a colheita de novos depoimentos, enquanto se aguarda o exame de DNA da ossada encontrada para a confirmação da identidade da vítima.

A Polícia Civil pede que, caso alguém tenha informações sobre o crime ou da localização do restante do corpo, que denuncie através do 181 ou diretamente em uma das delegacias de polícia. É garantido o anonimato.

 caçadorprisao

A Polícia Civil de Santa Catarina, por intermédio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Caçador, prendeu na tarde de segunda-feira (04) três homens por tráfico de drogas e associação para o tráfico, no bairro Martello, em Caçador.

As prisões foram durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão em uma investigação que apura a participação de um dos presos em um homicídio ocorrido na cidade em dezembro de 2021. Na época, o corpo de um adolescente foi encontrado com um tiro na cabeça.

Aquela investigação já resultou na prisão de uma das suspeitas após representação da Polícia Civil. O pedido teve parecer favorável do Ministério Público e foi deferido pelo Poder Judiciário.

Outra representação apresentada pela Polícia Civil e que obteve parecer favorável do Ministério Público e que foi deferida pelo Poder Judiciário foi a de busca e apreensão na casa do alvo de segunda-feira.

Drogas

Na residência, além de elementos que auxiliarão na investigação do homicídio, foram localizados crack, maconha, cocaína, invólucros utilizados para embalar entorpecentes após o fracionamento para venda, balança de precisão e R$ 1.654 em notas variadas, além de uma espingarda que a perícia apontará se é apta a disparos de projéteis ou não.

Os três homens que estavam no local foram autuados em flagrante por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Todos são integrantes da mesma família. Os presos foram encaminhados para a DIC/PCSC e, após os procedimentos legais, ao presídio regional de Caçador.

WhatsApp Image 2022 04 01 at 18.02.02

Policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) de Caçador cumpriram nesta sexta-feira (01) um mandado de prisão de um homem de 47 anos por estupro, em Caçador.

Após conhecimento do fato e investigações preliminares, a Polícia Civil representou pela prisão do suspeito. O pedido então foi deferido pelo Poder Judiciário.

Cientes da existência do referido mandado, os policiais civis diligenciaram em buscas de informações a respeito do paradeiro do suspeito, tendo êxito na sua prisão. Após os procedimentos legais, o homem foi encaminhado ao presídio regional de Caçador.

banner1

A Polícia Civil de Santa Catarina, por intermédio da Delegacia de Polícia da Comarca de Lebon Régis, prendeu dois homens na tarde de segunda feira (14), em Lebon Régis. Um homem foi preso por condenação de estupro e outro homem por descumprimento de medida protetiva.

O primeiro foi preso por volta das 17h, no bairro Núcleo do Rio Doce. Havia contra ele um mandado de prisão por sentença condenatória definitiva pelo crime de estupro de vulnerável ocorrido no ano de 2013, em Fraiburgo. A condenação ultrapassa os noves anos de prisão e o cumprimento da pena deverá ser iniciado no regime fechado.

A segunda prisão ocorreu por volta das 18h30min no centro. Um homem foi preso em flagrante por descumprimento de medida protetiva. Os policiais civis receberam a denúncia de que o suspeito estava constantemente descumprindo medidas impostas contra ele e a favor da mãe do autor.

De posse do informado, os policiais civis, com o objetivo de confirmar o denunciado, resolveram ficar próximos a casa apontada, e puderam visualizar o autor descumprindo a medida e indo até o local o que motivou sua prisão em flagrante. Os dois homens foram conduzidos ao presídio regional de Caçador após os procedimentos legais.