Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2021 01 27 at 19.37.56

Na quarta-feira (27), a Polícia Civil deflagrou uma ação com o objetivo de coibir a caça ilícita de animais silvestres e fez uma prisão em flagrante, em Joinville. Houve a apreensão de três armas de fogo, munições e quatro armadilhas. Além disso, foram apreendidas seis aves da fauna silvestre, as quais eram mantidas ilegalmente em cativeiro.

A investigação, realizada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC), indicou que um homem, no distrito de Pirabeiraba, realizava de maneira habitual a caça ilegal de animais silvestres. O suspeito foi conduzido para a Delegacia de Polícia e autuado em flagrante.

 WhatsApp Image 2021 01 28 at 15.07.25

A Polícia Civil cumpriu nesta quinta-feira (28) dois mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão expedidos pela Justiça, em Joinville.

A prisão foi por estupro de vulnerável e o mandado cumprido no bairro Jardim Sofia contra um homem de 33 anos. Os mandados de busca  e apreensão foram cumpridos nos bairros América e Costa e Silva.

A ação é da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente e ao Idoso (DPCAMI), na Operação “Infância Livre I”.

Pornografia infantil

Durante o cumprimento de um dos mandados de busca foram localizadas imagens de pornografia infantil. O homem de 50 anos foi preso em flagrante. A operação contou com a cooperação do Instituto Geral de Perícias (IGP/SC).

WhatsApp Image 2021 01 28 at 15.08.57

 WhatsApp Image 2021 01 28 at 10.32.22

Uma operação conjunta das Polícias Civis de Santa Catarina e de São Paulo resultou na prisão de dois homens investigados por furtos a bancos. A ação ocorreu na manhã desta quinta-feira (28), em Joinville.

O trabalho é da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Joinville e da Delegacia de Investigações Gerais (DIG) de Bauru (SP). Os policiais civis cumpriram mandados de prisões temporárias expedidos pela Justiça.

Os criminosos arrombaram uma agência bancária em Bauru no dia 08/11/2020. Após troca de informações com policiais civis da DIC de Joinville, houve a identificação e agora as prisões.

O valor levado da agência foi de R$ 180 mil. Estão sendo investigados mais crimes em outros Estados e em Santa Catarina. Ferramentas utilizadas na prática dos furtos foram apreendidas. A operação foi coordenada pelos Delegados de Polícia Murilo Batalha (DIC/Joinville) e Cledson Luiz do Nascimento (DIG/DEIC-Bauru).

WhatsApp Image 2021 01 28 at 09.51.00 1

WhatsApp Image 2021 01 26 at 13.36.21

A Polícia Civil efetuou a prisão cautelar de dois suspeitos de homicídio qualificado. Foi na segunda-feira (25), em Araquari. A ação é da Delegacia de Polícia de Araquari.

O homicídio ocorreu no dia 10/01/2021, no bairro Itinga, em Araquari, quando a vítima foi alvejada por seis disparos de arma de fogo.

As investigações continuam uma vez que, além do homicídio, os suspeitos também respondem por integrarem organização criminosa.

Os presos foram encaminhados à Unidade Prisional Avançada (UPA) de São Francisco do Sul.

 indaialprisao

Em ação conjunta, a Polícia Civil de Santa Catarina e integrantes da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (Ficco), de Minas Gerais, prenderam em Santa Catarina um homem que era foragido da Justiça mineira por feminicídio. A prisão ocorreu na terça-feira (19), em Indaial, no Vale do Itajaí.

O homem, de 41 anos, é suspeito de matar a companheira, de 36 anos. O crime ocorreu há três meses, em Uberaba, Triângulo Mineiro. Contra o investigado havia mandado de prisão preventiva.

A localização do suspeito foi possível graças a troca de informações de inteligência entre as equipes da Ficco – base Uberaba, da qual a Polícia Civil de Minas Gerais faz parte, e da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa, também em Uberaba, que possibilitaram levantar o paradeiro do suspeito.

A prisão envolveu policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Joinville e policiais civis da DP de Indaial, que foram ao endereço e prenderam o homem.

Feminicídio

O crime ocorreu na noite de 27 de outubro de 2020, no bairro Nossa Senhora da Abadia, em Uberaba.

A vítima foi encontrada morta em casa, com ferimentos, possivelmente, provocados com golpes de faca. Conforme apurado, na data dos fatos, a mulher e o suspeito haviam feito uso de bebidas e depois discutiram. O homem teria esfaqueado a vítima na cozinha e, em seguida, fugido do local.

(Com informações da PCMG)