Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2022 06 09 at 22.05.03

Na noite desta quinta-feira (09), a Polícia Civil de Santa Catarina recuperou mais de 100 armas de fogo e três mil munições que haviam sido furtadas de uma loja de armas em Joinville, no Norte de Santa Catarina.

A investigação e a localização do arsenal foram realizadas pela Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville. As armas, entre pistolas, revólveres e armas longas e as munições, estavam em uma casa no bairro João Costa. Uma pessoa foi presa em flagrante por porte ilegal de arma de fogo. O crime ocorreu no dia 06 de junho.

A investigação

Assim que ocorreu o fato, a Polícia Civil começou as investigações. Após trabalho investigativo, foi possível identificar um dos suspeitos do crime e localizar a residência que era utilizada para o armazenamento das armas de fogo.

Depois de identificar o local, a DIC/PCSC de Joinville representou pela expedição de mandados de busca e apreensão em duas residências. Na operação realizada nesta quinta-feira, a Polícia Civil então cumpriu dois mandados de busca e apreensão expedidos pelo juízo da 4ª Vara Criminal de Joinville e apreendeu 101 armas de fogo, entre pistolas, revólveres e espingardas, além de aproximadamente 3 mil munições de calibres diversos.

De acordo com as investigações, as armas foram encomendadas por integrantes de uma organização criminosa atuante em Santa Catarina e seria utilizada para a prática de diversos crimes no Estado.

A investigação contou com o apoio da Polícia Científica de Joinville, além da 5ª Promotoria de Justiça. Houve o apoio também da 4ª Vara Criminal de Joinville pela agilidade no atendimento às representações da DIC/PCSC. Após os procedimentos, o preso foi conduzido ao Presídio Regional de Joinville.

Mais informações serão dadas em uma coletiva de imprensa pela Polícia Civil na manhã desta sexta-feira (10), às 9h30min, na 2ª Delegacia Regional de Polícia, na rua Blumenau, em Joinville.

WhatsApp Image 2022 06 09 at 22.39.17

f707e4c6 add8 4c87 9e1d e376109afbf7

Nesta quinta-feira (09), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) de Joinville, cumpriu um mandado de busca e apreensão de armas de fogo e munições no centro de Joinville.

O investigado teria sido preso em flagrante, em maio de 2022, por lesão corporal contra a companheira dele. No momento da agressão, o homem também teria a ameaçado com arma de fogo própria direcionada à cabeça da vítima.

O Ministério Público pugnou pela busca e apreensão na residência do suspeito. Deferida a medida, a Polícia Civil cumpriu o mandado nesta quinta-feira.
No local, foram encontrados 259 munições calibre .22, 70 munições . 380, 49 munições 9mm, 33 munições calibre 12/70, 01 espingarda CBC PAMP MILATARY calibre .12 e uma carabina .22.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Viaturas 3

Policiais civis da Delegacia de Homicídios de Joinville realizaram nesta terça-feira (07) a prisão de um homem e a apreensão de um adolescente por suspeitas de envolvimento deles em organizações criminosas envolvidas em homicídios na região.

Um dos presos foi alvo de investigação no ano de 2018, tendo sido condenado a 18 anos de prisão. O crime aconteceu no dia 13 de maio de 2018 e o corpo da vítima foi encontrado carbonizado em região de mata na zona norte da cidade.

Ainda pela manhã foi apreendido um adolescente investigado em razão de ter sido cooptado para exercer atividades a um grupo criminoso. Nesse contexto, é suspeito de atuar em crime registrado no dia 23 de outubro de 2021, quando houve um ataque a membros da facção rival do bairro Jardim Paraíso.

WhatsApp Image 2022 06 03 at 18.55.22

Na quinta-feira (02), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio do Setor de fiscalização de jogos, diversões públicas e produtos controlados da 2ª Delegacia Regional de Joinville, interditou as atividades de um estabelecimento comercial em Joinville por irregularidades.

Conforme informações, o local estaria realizando eventos com grande concentração de consumidores sem ter as autorizações necessárias e em condições de risco.

Nesse contexto, por meio de fiscalização, observaram-se irregularidades, como por exemplo, que o atestado de vistoria do Corpo de Bombeiros estava vencido desde março de 2020, as saídas de emergência estavam bloqueadas e as rotas de fuga desprovidas de acessibilidade.

As irregularidades serão comunicadas à Prefeitura, ao Procon e a outras unidades da Polícia Civil para que as devidas providências sejam tomadas.

 e0a82145 949a 451c a2e1 75bbae56c8f0

Em ação de fiscalização realizada na tarde de quinta-feira (02), a Polícia Civil interditou a utilização de aquecedores a álcool (minilareiras) da espécie que teria causado acidente de consumo, no dia 29 de maio, resultando em queimaduras em cliente do estabelecimento, em Joinville.

A ação de fiscalização foi da 2ª Delegacia Regional de Polícia de Joinville, por meio do Setor de fiscalização de jogos, diversões públicas e produtos controlados. O estabelecimento está regularizado com alvará e por isso não houve a sua interdição e sim dos equipamentos (minilareiras).

As informações colhidas durante a fiscalização serão repassadas ao Município, ao Procon e à Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC), que está investigando os fatos.

97e7b67c 535e 4927 a09a 393efaad41c7