Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

 Viatura Sirene Dia

A Polícia Civil elucidou o homicídio de um homem ocorrido no dia 15 de março em Irineópolis. O suspeito foi preso no Paraná. A investigação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Porto União.

A vítima foi morta através de disparo de arma de fogo e golpes de facão e o corpo enterrado próximo ao rio Iguaçu, sendo localizado uma semana após os fatos.

A Polícia Civil realizou a investigação, que durou cerca de um mês. Houve então a representação pela prisão preventiva do suspeito. Nesta sexta-feira (13), em uma ação conjunta que envolveu os policiais da DIC/PCSC de Porto União, DIC/PCSC de Canoinhas, policiais militares do Paraná, Santa Catarina e a Polícia Rodoviária Federal, o suspeito foi localizado em Foz do Iguaçu, no Paraná.

O preso foi encaminhado ao sistema prisional. Com a prisão, a Divisão de Investigação Criminal de Porto União dá por elucidado o homicídio. O inquérito policial foi encaminhado para a apreciação do Ministério Público. Com a elucidação deste crime, a DIC/PCSC de Porto União mantém a média de 100% a elucidação de crimes contra a vida ocorridos na regional de Porto União.

 portouniao

Policiais civis da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Porto União prenderam em flagrante um homem de 25 anos por um homicídio de um adolescente ocorrido na madrugada de sábado (05), próximo a um clube, em Porto União.

Por volta das 04h30min, a Polícia Militar e os Bombeiros Militares foram acionados para verificar uma agressão ocorrida nas proximidades do clube. No local, o Corpo de Bombeiros socorreu um adolescente de 16 anos que apresentava lesões provenientes de golpes de faca. A vítima foi encaminhada ao Hospital São Braz e faleceu.

Dois outros homens, também feridos, foram encaminhados à unidade básica de saúde para avaliação e atendimento hospitalar. Logo que acionada, a equipe de investigação da DIC/PCSC iniciou trabalhos investigativos a fim de identificar e angariar provas da autoria.

Ainda na manhã de sábado, cerca de três horas após o início da investigação, a equipe da DIC/PCSC identificou um dos suspeitos da agressão e efetuou a sua prisão em flagrante.

Outro homem, também suspeito das agressões, já foi identificado. A Polícia Civil está a procura deste segundo homem. O trabalho de investigação continua e outras diligências e oitivas de testemunhas devem ser realizadas no decorrer da semana.

 WhatsApp Image 2022 02 23 at 18.33.48

Nesta quarta-feira (23), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Porto União, desencadeou uma operação e cumpriu um mandado de busca e apreensão no bairro Santa Rosa, em Porto União. Foram realizadas prisões e apreendidas droga e arma de fogo.

Após denúncias anônimas, a equipe de investigação da Polícia Civil começou a investigação e representou ao Poder Judiciário pela busca e apreensão na residência do investigado.

Ao ser realizada a ordem de busca e apreensão foram apreendidas drogas, que pesadas totalizaram cerca de 826g de substância semelhante à maconha, além de ser encontrada uma arma de fogo e munições intactas e deflagradas.

Dois homens foram presos em flagrante e responderão pelos crimes de tráfico de drogas, posse irregular de arma de fogo e associação para o tráfico.

WhatsApp Image 2021 12 16 at 07.48.27

Na manhã desta quinta-feira (16), a Polícia Civil de Santa Catarina participa da operação “Bergon” e cumpriu um mandado de busca e apreensão no município de Porto União (SC).

O mandado foi cumprido por policiais civis da Delegacia de Polícia da Comarca de Porto União e da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) na casa de um adolescente. No local, houve a apreensão de objetos. O adolescente suspeito não foi apreendido. A ação conta também com a participação de policiais civis da Diretoria de Inteligência da PCSC, que estão em contato com os policiais civis do Rio de Janeiro para os desdobramentos dos trabalhos investigativos.

O mandado de busca e apreensão foi expedido pela Justiça do Rio de Janeiro. A operação “Bergon” foi deflagrada em vários Estados do País, por meio de investigação da Secretaria de Estado de Polícia Civil do Rio Janeiro e Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MP/RJ, contra uma associação criminosa suspeita de disseminar ódio a negros e judeus em redes sociais.

banner1

A Polícia Civil deflagrou na noite da última sexta-feira (3) a operação Herança Maldita e esclareceu o homicídio de um borracheiro de 53 anos, crime ocorrido no interior da cidade de Porto União, em agosto deste ano. Cinco suspeitos de envolvimento no crime foram presos. A ação foi realizada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Porto União.

O crime aconteceu no dia 2 de agosto quando a vítima foi atraída até um local ermo, no interior de Porto União, a pretexto de consertar um pneu. Ao chegar no local o borracheiro foi atingindo com disparos de arma de fogo na cabeça. Socorrido, a vítima veio óbito uma semana após os disparos.

As investigações iniciaram na sequência e foram concluídas nesta sexta-feira com a prisão dos cinco suspeitos. A Polícia Civil checou a existência de três grupos, divididos entre mandantes, executores e uma pessoa que intermediou o crime. As prisões ocorreram nas cidades de Caçador, Calmon e Porto União.

O nome da operação faz referência a disputa patrimonial, o que motivou a morte da vítima. Com a elucidação deste crime a Polícia Civil mantém 100% de resolução nos crimes contra a vida, na cidade de Porto União. Após os procedimentos cartorários os presos foram encaminhados para a Unidade Prisional Avançada onde permanecem a disposição da Justiça. Participaram da operação 25 policiais civis das Delegacias Regionais de Porto União e de Caçador.