Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

banner pc

Está preso o homem suspeito de atingir com um tiro uma mulher de 32 anos, em Biguaçu, na Grande Florianópolis. A Polícia Civil havia pedido a prisão preventiva do investigado ao Judiciário, que foi deferida. Ele se apresentou na manhã desta sexta-feira (22), na Delegacia de Polícia de Biguaçu e será encaminhado ao sistema penitenciário.

No domingo (17), no bairro Sorocaba, região agrícola de Biguaçu, foram efetuados diversos disparos de arma de fogo contra um grupo de familiares e amigos que estava reunido naquela localidade. De acordo com o apurado, em determinado momento esse grupo subiu em uma estrutura de ferro instalada no terreno dos fundos para tirar fotos. Em seguida, sem chance de reação, foram surpreendidos por diversos disparos de arma de fogo efetuado pelo vizinho.

Um dos disparos alvejou uma mulher de 32 anos, que ficou paraplégica em decorrência dos ferimentos. No mesmo dia, a Polícia Civil iniciou as investigações. Foi apurada a existência de uma rixa antiga entre vizinhos, que veio a culminar com o crime.

O autor dos disparos foi identificado como policial militar da reserva. Face ao apurado, com o apoio da Polícia Militar de Santa Catarina, o Delegado de Polícia responsável pela investigação representou pela prisão preventiva do investigado, sendo o pedido acatado pelo Judiciário e cumprido.

pc giro noite

Policiais civis cumpriram um mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça contra um homem de 50 anos pela prática de crimes de estupro de vulnerável em continuidade delitiva, em São José. Foi nesta quarta-feira (20), em ação da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI).

Segundo as investigações, aproveitando-se da relação de amizade e de confiabilidade da família da vítima, o indiciado aproximou-se de um menino de 12 anos e o fazia acreditar que os abusos sexuais tratavam-se de “brincadeiras”.

Após os procedimentos policiais e o interrogatório na DPCAMI, com a confissão delitiva, o preso foi encaminhado ao sistema prisional, onde permanecerá à disposição do Judiciário.

WhatsApp Image 2020 06 01 at 16.55.38

A Polícia Civil localizou e prendeu um homem de 18 anos que estava foragido da Justiça por um latrocínio contra um homem de 43 anos, em São José. O crime ocorreu em 12 de setembro de 2020, no Bairro Colônia Santana.

Inicialmente, o caso estava sendo investigado como homicídio, no qual dois criminosos teriam matado a vítima após uma discussão no interior de sua residência, conforme depoimento de testemunhas iniciais.

Durante as diligências, as investigações evoluíram. Foi descoberta a participação de mais um homem, sendo ele cunhado da vítima. A motivação da morte teria sido a motocicleta da vítima levada pelos autores no mesmo dia do crime. Ficou configurado então o crime de latrocínio (matar para roubar).

As investigações demonstraram que os homens tinham como principal objetivo matar a vítima a fim de subtrair sua motocicleta, que seria entregue pelos criminosos a integrantes de uma facção criminosa para pagamento da dívida de um dos autores.

O inquérito policial foi finalizado e encaminhado ao Judiciário, apontando a autoria e materialidades do crime investigado. O preso era foragido desde novembro do ano passado e com sua prisão, na sexta-feira (15), todos os autores estão presos.

brasaoo

Após investigações, a Polícia Civil desvendou o crime de homicídio praticado na direção de veículo automotor ocorrido na noite do dia 13/12/2020, em São José, na Grande Florianópolis. A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC).

Na ocasião, um veículo Peugeot, em alta velocidade, colidiu com uma motocicleta e evadiu-se do local sem prestar socorro à vítima, na Avenida Arthur Mariano, no bairro Forquilhinhas, chegando a passar por cima do condutor da motocicleta em marcha ré, o qual acabou vindo a falecer em razão dos ferimentos.

O veículo era de posse incerta, uma vez que se tratava de carro já utilizado em diversas negociações e com altos valores em débito. Apesar disso, foi descoberta toda a cadeia de posse do automóvel, sendo possível identificar seu último possuidor que conduziu o veículo no dia do crime e inclusive reside na Rua onde o veículo foi abandonado, sendo então identificado pela equipe da DIC durante as investigações.

Após depoimento de uma das testemunhas e no decorrer de outras diligências, o suspeito se apresentou na DIC acompanhado do advogado, ficando evidente que sua apresentação foi motivada principalmente pela sua identificação no decorrer das investigações.

banner pc

A Polícia Civil prendeu em flagrante um homem por suspeita de estupro da filha, uma adolescente, em Angelina. A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São José e foi realizada na terça-feira (12).

Após informações de que um dos autores de um crime de duplo homicídio ocorrido em São José no final do ano de 2020 estava foragido em um sítio na localidade de Rio Fortuna, no município de Angelina, com o apoio da Delegacia de Polícia de Santo Amaro e DPMU de Angelina, os policiais se deslocaram até o local para cumprir a ordem de prisão.

Ao confirmarem, visualmente, a presença do suspeito no local, os policiais civis entraram no sítio, ocasião em que, ao perceber a chegada da Polícia, o suspeito empreendeu fuga e se embrenhou no meio do mato. No local também estavam um homem de 64 anos e sua filha, de 14 anos, que afirmavam residirem ali.

Enquanto alguns policiais civis empreendiam buscas no mato na tentativa de encontrar o suspeito do duplo homicídio, outros permaneceram acompanhando o homem e a sua filha, ocasião em que perceberam comportamento estranho da adolescente. Em razão de tal comportamento, uma agente policial da DIC se aproximou e iniciou uma conversa com a menina, a qual relatou a ela que vinha sendo abusada sexualmente há pelo menos quatro anos por seu genitor e que, inclusive, naquele dia havia sido abusada.

Policiais Civis iniciaram buscas na residência e encontraram preservativos intactos, bem como preservativos usados no lixo. Foi dada voz de prisão ao homem, que foi conduzido à Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Palhoça. A adolescente, após os procedimentos como exames e perícias foi entregue a familiares. Foram apreendidos ainda no local uma espingarda Cal. 36, munições e drogas. Sobre o suspeito do duplo homicídio que havia fugido, ele foi preso nesta quarta-feira.