Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2022 01 27 at 18.19.57

Na noite da quarta-feira (26) e na manhã da quinta-feira (27), a Polícia Civil de Santa Catarina (PCSC), por meio da Divisão de Investigação Criminal de Fronteira (DIC-Fron) de São Lourenço do Oeste, realizou barreira policial na rodovia SC-157, na divisa com o Estado do Paraná. A ação faz parte da Operação “Difron Segura”.

As diligências policiais, que contaram com a presença dos Núcleos de Operações com Cães (NOCs) de São Miguel do Oeste, Lages e Chapecó, consistiram na abordagem de veículos de passeio, motocicletas, ônibus e caminhões.

Considerada um dos gargalos estratégicos para a prática de crimes transfronteiriços, a rodovia SC-157 é corredor que liga o Sul do Brasil com os países vizinhos Argentina e Paraguai, além do que, especificamente na altura de São Lourenço do Oeste, faz divisa seca com o Estado do Paraná e é uma das passagens para o Rio Grande do Sul.

A Operação “Difron Segura” teve início na segunda-feira (24) e abrange a região dos 89 municípios que integram a Diretoria de Polícia da Fronteira (DIFRON/PCSC) de Chapecó. A ação tem como objetivo a repressão qualificada a diversos crimes e a criminosos na região Oeste do Estado.

WhatsApp Image 2022 01 27 at 18.25.12

viaturas 5

Um homem que estava foragido da Justiça de Santa Catarina por homicídio e embriaguez ao volante foi preso na quinta-feira (20), no Estado do Pará. A prisão aconteceu após integração entre as Polícias Civil do Pará e de Santa Catarina.

O homem, de 35 anos, foi preso por policiais da Delegacia de Homicídios de Marabá (Pará), em troca de informações com a Delegacia de Polícia de Comarca de Fronteira (DPCo-Fron) de São Lourenço do Oeste.

Ele responde a uma ação penal em São Lourenço do Oeste por homicídio e embriaguez ao volante. Na data 28/05/2021, por volta das 23h40min, após ingerir bebida alcoólica, ele conduzia um automóvel pelo contorno Viário, quando em um determinado momento invadiu a pista contrária e colidiu frontalmente com uma motocicleta, causando a morte de um homem de 24 anos.

Após descumprir medidas cautelares e ter a prisão preventiva decretada, o homem teria ido para o Estado do Pará, onde foi localizado agora e preso.

banner1

Nesta quinta-feira (13), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) de São Lourenço do Oeste, prendeu um homem condenado por diversos crimes de estupro. O homem, de 48 anos, estava foragido e fora condenado definitivamente ao cumprimento de mais de 27 anos de prisão.

A ação policial aconteceu no interior de Jupiá, município onde os fatos ocorreram no ano de 2015, quando a vítima tinha, na época, 14 anos. Após os procedimentos administrativos, o preso foi encaminhado ao Presídio Regional de Xanxerê, onde permanece à disposição da Justiça.

viatura5

Na tarde desta quinta-feira (o6), a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Comarca de Fronteira de Campo Erê, prendeu um homem de 61 anos condenado definitivamente à pena de 17 anos e 6 meses de prisão pelo crime de estupro de vulnerável. O fato aconteceu no ano de 2013.

O homem foi preso no bairro Melo, em Campo Erê. Ele foi encaminhado para a Unidade Prisional Avançada (UPA) de São José do Cedro e está à disposição da Justiça.

viaturas 1

A Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de Comarca de Fronteira (DPCO-Fron) de Quilombo, no Oeste, encerrou as investigações e indiciou mais duas pessoas (uma mulher de 67 anos e um homem de 43 anos) por estelionato tentado com o objetivo de receber valor de seguro e de incêndio. As investigações foram concluídas na quinta-feira (30).

O incêndio à residência ocorreu no centro de Quilombo em setembro de 2020. Após mais de um ano de investigações, a Polícia Civil concluiu que se tratou de ato criminoso, com autoria identificada. Os autos foram encaminhados para o Fórum da Comarca de Quilombo.