Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

banner4

Nesta quinta-feira (02), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) de Joinville, cumpriu um mandado de prisão temporária em Uruguaiana, no Rio Grande do Sul.

O investigado foi preso em virtude de estupro de vulnerável contra a neta. A denúncia foi feita através do canal de denúncias anônimas, via WhatsApp da Polícia Civil, e repassada pelo Núcleo de Inteligência da 2ª Delegacia Regional de Polícia (NINT) à DPCAMI/PCSC, que procedeu às investigações e concluiu que uma adolescente de 12 anos era abusada reiteradamente pelo avô.

Após ser descoberto por familiares, em maio de 2022, o suspeito dos fatos simulou a própria morte em um acidente. Em seguida, fugiu para o Rio Grande do Sul. O mandado de prisão temporária foi cumprido em Uruguaiana, no pátio de um posto de combustíveis, na BR-472.

Depois disso, com o apoio da Polícia Rodoviária Federal, o homem foi encaminhado à delegacia de plantão da Polícia Civil do Rio Grande do Sul para o interrogatório pela Polícia Civil de SC, oportunidade em que permaneceu em silêncio. Após as providências legais, o preso foi encaminhado ao presídio. O homem também é suspeito pelo estupro da filha, quando esta era adolescente, e de mais duas crianças.

Após a Polícia Civil de Santa Catarina executar a prisão, pediu reforço à Polícia Rodoviária Federal, que auxiliou na condução até a Delegacia de Plantão do Rio Grande do Sul, a qual o encaminhou ao presídio.

c6220345 6f12 4d0e 9ee8 38099d378c80

Uma ação conjunta resultou na recuperação de um caminhão e semirreboque no Paraguai que haviam sido roubados em Florianópolis durante a ação de uma quadrilha que sequestrava caminhoneiros e foi presa pela Polícia Civil de Santa Catarina na semana passada.

O caminhão da marca volvo, modelo FH 440 6x2T113, e o semirreboque marca Randon estão avaliados em meio milhão de reais. Foram localizados e recuperados por volta das 22h de quarta-feira (01) na linha internacional, altura de Palmeriña e Japora, na cidade de Salto Del Guaira, no Paraguai. Os veículos foram encaminhados até a Delegacia de Polícia Civil de Mundo Novo (Mato Grosso do Sul) para as providências legais.

A recuperação no território paraguaio é um desdobramento da operação desencadeada no dia 27 de maio, a partir da troca de informações e união de esforços entre a Polícia Civil de Santa Catarina, Polícia Nacional do Paraguai, Polícia Civil do Mato Grosso do Sul e ainda, da Divisão de Apoio à Investigação do Centro Integrado de Operações de Fronteira da Coordenação-Geral de Combate ao Crime Organizado (DAI/CIOF/CGCCO)/SEOPI/MSJP.

Outros dois caminhões e semirreboques subtraídos no mesmo fato foram recuperados em São José dos Pinhais (PR) e Lages.

Ação integrada

A recuperação no país vizinho envolveu a Polícia Civil de Santa Catarina (Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos da Diretoria Estadual de Investigações Criminais/DFRV/DEIC), a Polícia Nacional do Paraguai (Departamento de Investigação de H/P De Canindeyú de Salto Del Guaira e Divisão do Comando Tripartite de Ciudad Del Este), a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul (Delegacia de Polícia de Mundo Novo) e a Divisão de Apoio à Investigação do Centro Integrado de Operações de Fronteira da Coordenação-Geral de Combate ao Crime Organizado da Secretaria de Operações Integradas do Ministério a Justiça e Segurança Pública.

O crime e a prisão da quadrilha

Os autores dos crimes realizaram um anúncio falso de frete em nome de empresa conhecida em aplicativo de fretamento prometendo um bom pagamento, o que atraiu quatro caminhoneiros até Florianópolis.

No dia 27/05/2022, os motoristas, quando compareceram no local combinado, foram arrebatados e conduzidos até o cativeiro, onde permaneceram amarrados, dopados, encapuzados e sob ameaça de arma de fogo.

As vítimas foram libertadas pelos criminosos após três dias, quando então tiveram a certeza de que os caminhões já haviam sido conduzidos até o Paraguai.

Na noite de 27/05/2022, a força-tarefa da Polícia Civil de Santa Catarina, com o apoio da PRF e CYBER-GAECO/MPSC, desarticulou e prendeu cinco integrantes da organização criminosa responsável por pelo menos 12 sequestros ocorridos desde o final de março em Santa Catarina e no Rio Grande do Sul contra caminhoneiros de diversos Estados do Brasil.

509233d4 ed82 400d 9521 0db98fc7092d

9d2129a0 6ff0 4707 9fbd b40786d407d2

e8de134d 03b8 476e 8274 3c640720e0f8

cec98748 1d88 434a 9bd6 c18029cccb52

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Tubarão, no Sul do Estado, deflagrou na manhã desta quinta-feira (02) uma operação com o objetivo de prender um suspeito de homicídio.

Em 09/03/2022, um homem foi assassinado a tiros dentro de casa, no bairro Bom Pastor. As investigações duraram cerca de três meses e foram exitosas em identificá-lo.

De posse dos elementos contra o suspeito, foi representado pela prisão preventiva do suspeito e por medidas de busca e apreensão domiciliar. As medidas foram deferidas pela 1ª Vara Criminal de Tubarão após parecer favorável do Ministério Público. Na manhã desta quinta-feira foi dado o cumprimento aos mandados expedidos.

Em interrogatório, o suspeito confessou a prática do crime. Ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão e permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

A ação contou com policiais civis da DIC/PCSC de Tubarão, Delegacia de Polícia da Comarca de Capivari de Baixo, Delegacia de Polícia da Comarca de Tubarão e Delegacia de Polícia do Município de Sangão.

Viatura Sirene Dia

Policiais civis da Delegacia de Combate às Drogas da Capital (DECOD/PCSD) cumpriram na quarta-feira (01) um mandado de prisão preventiva expedido pelo Judiciário contra um homem por tráfico de drogas.

A investigação da DECOD/PCSC começou há dois meses em razão da apreensão de drogas (cocaína, LSD, ecstasy e maconha), balança de precisão e dinheiro na posse do suspeito, que é suspeito de ser um dos responsáveis pelo tráfico de drogas na região Continental de Florianópolis.

WhatsApp Image 2022 06 01 at 19.43.01

Na tarde de quarta-feira (01), a Polícia Civil realizou uma operação no bairro Bela Vista, em São José, na Grande Florianópolis, para cumprir dois mandados de busca e apreensão expedidos em investigação de tráfico de drogas. Foi um trabalho conjunto da Delegacia de Combate às Drogas da Capital (DECOD/PCSC), a Coordenadoria de Operações com Cães (COPC/PCSC) e a Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE/PCSC).

Por meio do emprego de cão farejador, foram localizadas diversas porções de drogas fracionadas e prontas para a venda, que estavam acondicionadas em uma sacola plástica escondida embaixo da cama do morador.

Em razão disso, o homem foi preso em flagrante e conduzido até a sede da DECOD/PCSC para a lavratura dos procedimentos. O preso foi entregue à Polícia Penal.