Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2021 07 27 at 17.59.19

A Academia da Polícia Civil (Acadepol/PCSC), localizada em Canasvieiras (norte da Ilha de Santa Catarina), na Capital, começou a desenvolver nesta terça-feira (27) uma iniciativa de separação e coleta seletiva de resíduos sólidos recicláveis.

A ação faz parte do projeto “Acadepol Ambiental” e visa instituir a separação e coleta seletiva de resíduos sólidos recicláveis. Lixeiras identificadas foram espalhadas pela Acadepol. O copo plástico, o papel e embalagens de alimentos podem ser depositadas no reciclável, máscaras e guardanapos vão no lixo convencional, por exemplo.

A prática está dentro do que prevê o Plano de Resíduos Sólidos do Estado de Santa Catarina e a lei federal 12.305/10, de transparência no gerenciamento dos resíduos, além de promover a separação e a correta destinação. A ativação do projeto contou com o apoio da Gerência de Planejamento da Polícia Civil.

WhatsApp Image 2021 07 27 at 17.59.20

8dd5645e c39f 47f9 9ab2 658cacc7f08d

Nesta terça-feira (27), a Delegacia Geral da Polícia Civil realizou uma reunião com representantes do Bairro Ingleses (norte da Ilha de Santa Catarina), em Florianópolis. Foram tratatos assuntos relativos à segurança pública no bairro.

Estiveram presentes representantes do Conselho de Segurança dos Ingleses (Conseg), Maycon Oliveira, e do Conselho Comunitário do Bairro dos Ingleses, Adriane Nopes, além de Daniel Heyse Tavares, chefe de gabinete do deputado estadual Fernando Krelling. Eles foram recebidos pelo Delegado Geral Paulo Koerich e a Diretora de Polícia da Grande Florianópolis, Delegada de Polícia Tatiana Klein.

badf3cab 16e1 4cc7 b5d7 998a847b9983

banner3

Nesta terça-feira (27), a Polícia Civil efetuou a prisão preventiva de um homem por ameaça e descumprimento de medida protetiva, em Orleans, no Sul do Estado. A prisão foi realizada pela Delegacia de Polícia da Comarca de Orleans.

O homem foi indiciado pelos crimes de ameaça (duas vezes) e de descumprimento de medida protetiva (três vezes). Mesmo com a determinação do Poder Judiciário para que não se aproximasse ou mantivesse contato com a ex-mulher, ele se dirigiu três vezes ao local de trabalho da vítima e a ameaçou.

Ações de enfrentamento

Em Orleans, a Polícia Civil firmou parceria com o CREAS, Secretaria de Saúde, Polícia Militar, Legislativo e outros órgãos da Rede de Proteção do Município para o enfrentamento da violência contra a mulher.

Segundo o Delegado de Polícia Fernando Guzzi, as autoridades estão engajadas tanto na repressão das condutas, com a prisão do autor, como na prevenção, com ações que auxiliem a mulher a romper o ciclo de violência e a buscar independência do agressor. O grupo de trabalho ainda visa a implementar ações que trabalhem a conscientização do agressor após ser solto.

08e8090b 2eaf 4c35 8d10 df4be776d807

Assuntos em torno da Polícia Civil e a segurança pública no município de Santo Amaro da Imperatriz, na Grande Florianópolis, foram debatidos em uma audiência na Delegacia Geral da Polícia Civil, na manhã desta terça-feira (27), em Florianópolis.

O deputado estadual Jerry Comper, o prefeito de Santo Amaro da Imperatriz, Ricardo Lauro da Costa e o secretário municipal de Administração, Edgard Camargo Filho, foram recebidos pelo Delegado Geral, Paulo Koerich.

Um dos temas abordados tratou da Delegacia de Polícia da Comarca de Santo Amaro da Imperatriz, que a partir do dia 09 de agosto passará a ter a titularidade do Delegado de Polícia Fábio Faustino Pereira.

Também participaram da reunião a diretora de Polícia da Grande Florianópolis, Delegada de Polícia Tatiana Klein, e a delegada regional de Palhoça, Michele Alves Correa Rebelo, as quais destacaram os trabalhos e serviços prestados pela Polícia Civil no município.

b77c6ed0 7984 40ac 90c3 d8cca8f0ca61

f2fe248b 3a0c 4f8f bb63 9c2bf7de538b

 

Através de mensagens, os criminosos dizem que a vítima se enquadrou para o recebimento de alguma promoção, sorteio, auxílio emergencial, ou encaminham algum alerta dizendo que ocorreu uma operação indevida em sua conta.

– O criminoso então encaminha um link malicioso dizendo que deve ser acessado para que a vítima receba o prêmio, o benefício ou para evitar que a conta seja bloqueada;

– Ao acionar o link, a vítima é redirecionada para sites falsos de cadastros, ou baixa automaticamente aplicativos maliciosos no telefone, todos com objetivo de obter informações pessoais da vítima;

Como prevenir?

– Sempre desconfie de links encaminhados via WhatsApp ou SMS, na dúvida, entre em contato direto com os canais oficiais de comunicação;

– No caso de acionar o link ou realizar o cadastro em algum site, informe seu banco e leve seu telefone em alguma assistência para verificar a existência de aplicativos maliciosos.

 

8ae8fa7a 6ce1 47a4 8f26 fa1b3120de70

 

5c015278 ad00 40b6 92bd 752c9e8dcaff