Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

pc7529cf0d 0f61 4f29 bef0 20125e7643d9

A Polícia Civil de Santa Catarina realizou, na tarde desta quarta-feira (23), uma homenagem a 23 policiais civis, sendo nove por atingirem tempo de serviço para a aposentadoria, 10 por tempo de serviço e quatro por ato de bravura. A entrega dos certificados ocorreu na Delegacia Geral da Polícia Civil, em Florianópolis, e visa valorizar os servidores pelo excelente serviço prestado à sociedade catarinense.

O reconhecimento é resultado do novo plano de carreira da Polícia Civil, que trouxe autonomia administrativa para a Instituição e permite atos como esse. “É uma homenagem muito especial da Delegacia Geral aos servidores e um reconhecimento de que a Instituição é formada por pessoas e pessoas do bem, que se dedicam e ultrapassam a barreira do exigido e acabam se promovendo por ato de bravura”, parabenizou o delegado-geral da Polícia Civil de SC, Marcos Flávio Ghizoni Júnior.

Bravura por resgate de família em Saudades

A equipe do Serviço Aeropolicial da Polícia Civil (SAER/PCSC), formada pelos policiais civis Alexandre Kaida, Marco Aurélio Severino e Cleber Fossá, recebeu a homenagem por atuarem em 2015 em um resgate no município de Saudades.

Os policiais civis conseguiram resgatar cinco pessoas de uma mesma família que permaneceram por quatro horas em cima de uma árvore para sobreviver à forte enchente que ocorreu no município, já que a casa deles havia sido levada pela enchente. Havia risco de morte a toda a tripulação da aeronave devido ao grande volume de águas e velocidade da correnteza, postes caídos e curto-circuito.

Bravura por coragem em São Lourenço do Oeste

O policial civil Wendell Lucena Ramalho recebeu homenagem por ato de bravura em razão de coragem e audácia, e mesmo no momento de folga honrou seus deveres funcionais para fazer cessar a injusta agressão, preservando a vida de inúmeras pessoas que estavam presentes no local. Foi durante ocorrência com disparos e perseguição de outubro de 2021. O escrivão estava de folga e foi surpreendido pela ação de um criminoso em estabelecimento comercial no centro de São Lourenço do Oeste. Na data, Wendell não hesitou em intervir e empregar voz de abordagem policial ao atirador, que desobedeceu e agrediu Wendell com coronhada e tentativa de disparo, vindo a ser alvejado pelo policial, que estava devidamente amparado por excludente de ilicitude de legítima defesa.

Os policiais civis homenageados por bravura evoluem de nível na carreira.

pc54028f9c 61a0 4cad 8384 9728dd322085

Homenageados por Ato de Bravura:

1. Wendell Barbosa Pires Lucena Ramalho
2. Marco Aurélio Severino
3. Cleber Marcos Fossá
4. Alexandre Minoru Kaida

Homenageados por tempo de serviço público estadual (vinculados à DGPC e GEPES):

1. Ana Karina Torrinelli Veiga
2. Diogo Picchioni Soares
3. Isis Maria Ignácio Rodrigues
4. Juliana Belicanta
5. Silvia dos Santos Fernandes
6. Renata Aguirre Fontes
7. Rodrigo Alessandro Ferreira
8. Delci Salete Schienemeier
9. Josiane Zanella Correa Agostinho
10. Valdir Nizer

Homenageados por aposentadoria:

1. Raquel Patrícia da Silva
2. Nadia Regina Correa
3. Lúcio Jose Vieira
4. Dilzon Caetano Tavares
5. Humberto Calandrini Pietrowski
6. Antônio Luiz Rocha
7. Ester Francisca Ferreira Paulo
8. Nadia Eunice Ferreira
9. Maria da Graça Périco

 

operacao00000000000000000000000000000000000

(Foto: Divulgação MPSC)

Na manhã desta quarta-feira (23), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Balneário Camboriú, e o Grupo de Investigação de Crimes Cibernéticos, o CyberGAECO, do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), apresentaram os resultados da operação "Vapor" em um coletiva concedida à imprensa na sede do GAECO em Itajaí.

No total, foram dez meses de investigação que resultaram em 13 mandados de prisão temporária, 16 mandados de busca e apreensão de uma grande quantidade de mudas e sementes de maconha, além de milhares de cartuchos de THC líquido (tetra-hidrocabinol) e cerca de R$ 100 mil em espécie.

A operação envolveu mais de 80 policiais de Balneário Camboriú, Camboriú, Joinville e Curitiba (PR). De acordo com a investigação, o núcleo criminoso estaria sediado no município de Camboriú e usava supostamente nomes de terceiros para cadastrá-los nas redes sociais, sites e aplicativos de mensagens e fazer a venda dos entorpecentes. Eram comercializados principalmente cartuchos de THC.

A partir das investigações foram desenvolvidos os trabalhos para identificar os verdadeiros donos desses sites e redes sociais. As investigações apontaram também que o grupo estaria utilizando outras plataformas digitais para fazer o controle das entregas, além de usar serviço de postagens para o envio do material comercializado pela internet.

Participaram da coletiva de imprensa o Coordenador Estadual do GAECO, Promotor de Justiça Marcio Cota; a Coordenadora do GAECO em Itajaí, Promotora de Justiça Greicia Malheiros da Rosa Souza; o Diretor de Polícia do Litoral, Raphael Giordani; o Delegado de Polícia Vicente de Assis Mesquita Soares, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) em Balneário Camboriú; e o Capitão Rodrigo Augusto Schmidt, Oficial da Polícia Militar no CyberGAECO.
A operação "Vapor" contou com o apoio do Centro de Operações Policiais Especiais (COPE/PCPR) na cidade de Curitiba.

(Fonte: Coordenadoria de Comunicação Social do MPSC - Correspondente Regional em Blumenau)

pc000000000000000000000000000000000000000222222222222222222

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Joinville, realizou uma operação na manhã desta quarta-feira (23), no bairro Paranaguamirim, em Joinville, onde dois homens e duas mulheres foram presos por tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo de uso permitido.

No local, que já vinha sendo investigado pela DIC/PCSC de Joinville, a equipe da Polícia Civil localizou e apreendeu entorpecentes, carregadores de pistola, além da contabilidade do tráfico de drogas e documentos falsos.

WhatsApp Image 2022 11 22 at 21.33.48

A Polícia Civil, por meio de uma ação conjunta da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Itajaí e do Setor de Investigação Criminal (SIC/PCSC) de Itajaí, prendeu na tarde de terça-feira (22) um homem em flagrante pelo crime de tráfico de drogas.

Após o recebimento de denúncia de que estava havendo movimentação suspeita de pessoas e veículos em uma casa no bairro Quinta dos Açorianos, em Barra Velha, foi realizado o monitoramento do local e confirmada a informação. Foi feita a abordagem do suspeito e apreendido junto dele pouco mais de 17 quilos de maconha, balança de precisão e material para acondicionamento da droga. O preso foi encaminhado ao sistema penitenciário e permanece à disposição da Justiça.

WhatsApp Image 2022 11 22 at 18.03.25

A Polícia Civil de Santa Catarina recebeu no auditório da Academia da Polícia Civil (Acadepol), em Florianópolis, detetives-superintendentes de Polícia da Noruega, referências mundiais em entrevista investigativa.

O evento, que ocorreu na terça-feira (22), foi voltado para policiais civis de todo o Estado e abordou o tema “Dos interrogatórios à Entrevista Investigativa na elucidação de crimes graves”. Na palestra, Ivar A. Fahsing (PhD) e Asbørn Rachlew (PhD), da Universidade de Polícia Norueguesa (Norwegian Police University College) abordaram o método da entrevista investigativa e suas diferenças de abordagem com os demais métodos de interrogar suspeitos.

Os detetives também discorreram sobre as possibilidades de implementação no método de entrevista investigativa em diferentes culturas. 

“Estamos desde 2017 com treinamentos de entrevista investigativa. Somos a primeira Polícia Civil do Brasil a trazer oficialmente um protocolo inglês de entrevista-interrogatório com eficácia comprovada cientificamente. É um grande avanço para dar sustentação ao nosso trabalho”, enfatiza o diretor da Acadepol, delegado de polícia André Luiz Bermudez.