Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

logobanner

A Polícia Civil prendeu em flagrante um homem de 22 anos por tráfico de drogas e violência doméstica, em Saudades, no Oeste. Foi na tarde de terça-feira (19).

O homem é natural da Venezuela e reside em Saudades. A mulher dele compareceu à Delegacia de Polícia para informar que havia sido ameaçada por ele. Segundo a mulher, ele havia corrido atrás dela com um pedaço de pau instantes antes.

Diante da violência doméstica praticada e como o homem já vinha sendo investigado por tráfico de drogas, os policiais civis realizaram a abordagem dele no centro, nas proximidades da DP. Também foi abordado outro homem, que estava com um veículo próximo a ele, tendo sido encontrado no automóvel uma peteca de cocaína. O motorista declarou que havia comprado a droga dele.

A equipe então se deslocou a casa do suspeito, onde foram encontrados maconha, cocaína e crack. Ao todo, foram apreendidos cerca de 18g de maconha, 6g de cocaína e uma pedra de crack. O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e ameaça e encaminhado à Unidade Prisional Avançada de Maravilha, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

O preso ainda é suspeito de uma tentativa de homicídio, fato ocorrido na noite de 31/12/2020 no centro de Saudades, quando ele e seu pai teriam acertado facadas em outros dois venezuelanos, após briga generalizada.

WhatsApp Image 2021 01 19 at 17.12.31 1

A Polícia Civil finalizou um inquérito policial sobre um duplo homicídio ocorrido em julho de 2020, no bairro Aririu, em Palhoça, na Grande Florianópolis.

A Justiça decretou 11 prisões preventivas contra os suspeitos, na tarde de segunda-feira (18), após receber o inquérito elaborado pela Divisão de Investigação Criminal (DIC). Foram apurados o duplo homicídio e a organização criminosa, e convertidas as 11 prisões temporárias já decretadas em prisões preventivas pela Justiça.

O duplo homicídio ocorreu em 19.07.2020, por volta das 23h, no bairro Aririu, quando as vítimas – dois jovens de 17 anos e 21 anos – foram encontrados sem vida em via pública apresentando sinais de disparos de arma de fogo. As investigações ensejaram a Operação “Enigma” realizada em 19.11.2020. Os presos permanecem à disposição da Justiça.

WhatsApp Image 2021 01 19 at 17.27.19

A Polícia Civil deflagrou, na manhã desta terça-feira (19), a operação policial “Cativeiro” visando coibir o comércio ilícito de animais silvestres. Foram apreendidas 15 aves da fauna. A apreensão foi realizada durante o cumprimento de um mandado de busca expedido pela Justiça e contou com o apoio do IMA (Instituto do Meio Ambiente do Estado de Santa Catarina).

O suspeito irá responder pela manutenção dos pássaros em cativeiro em desacordo com a autorização e também por maus-tratos, na medida em que alguns dos animais eram mantidos em espaço confinado e sem condições mínimas de higiene.

As aves foram encaminhadas ao IMA para a adoção das providências cabíveis como a reinserção no habitat natural, entrega à jardim zoológico ou à entidade assemelhada.

WhatsApp Image 2021 01 19 at 17.10.21

Em Concórdia, a Polícia Civil atuou nesta terça-feira (19) nos trabalhos de escolta na chegada do primeiro lote das vacinas contra a Covid-19.

Os policiais civis se deslocaram ao aeroporto e depois foi realizada escolta até a Gerência Regional de Saúde da Secretaria de Estado da Saúde.

WhatsApp Image 2021 01 19 at 17.10.22 1

Logo novo PNG

A Polícia Civil, por meio da 5ª Delegacia Regional de Polícia de Tubarão, Sul do Estado, informa que não há registros de tentativa de subtração de crianças de residências, e que as imagens de um veículo Palio, com um casal e uma senhora, que estão sendo divulgadas como sendo a de supostos sequestradores de crianças, não procedem.

A Polícia Civil esclarece ainda que as pessoas que aparecem nas imagens já compareceram na Delegacia de Polícia, e comprovaram que, de fato, estão comercializando rifa em prol de uma criança com uma síndrome. Documentos comprovando a ação social foram apresentados à Polícia Civil e nenhum registro contra essas pessoas foi realizado até a tarde desta terça-feira (19).

Assim, a orientação da Polícia Civil é que a população não divulgue áudios e vídeos contendo imagens do veículo Palio, e das pessoas que o utilizam como sendo autores de crimes contra crianças, uma vez que o crime narrado nos áudios não procede e a prática de tal conduta pode constituir crime de calúnia, entre outros como falsa comunicação de crime e denunciação caluniosa.

Se você souber de alguma informação, auxilie a Polícia Civil, denunciando através do Disque Denuncia 181, ou WhatsApp/Telegram (48) 9 8844-0011.