Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

 gaeco

Na manhã desta quarta-feira (23), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Balneário Camboriú e o Grupo de Investigação de crimes cibernéticos, o CyberGaeco, do Ministério Público de Santa Catarina, deflagraram a Operação “Vapor” para cumprir 40 mandados judiciais. Destes, 13 são mandados de prisão temporária, 16 são mandados de busca e apreensão, 10 são de sequestro de veículos e um de sequestro de imóvel, a serem cumpridos em Curitiba (PR), Joinville, Balneário Camboriú e Camboriú.

A operação conjunta faz parte de uma investigação de dez meses e tem o objetivo de desmantelar três núcleos criminosos que atuam com os crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro e tráfico de drogas por meio de sites e redes sociais.

Houve o apoio do Centro de Operações Policiais Especiais - COPE/PCPR, em Curitiba (PR).

vaporoperação

WhatsApp Image 2022 11 23 at 09.16.40

WhatsApp Image 2022 11 22 at 19.00.11

Nesta terça-feira (22), a Polícia Civil de Santa Catarina lançou a exposição itinerante “As Cores de Cada Vida”. O evento aconteceu em Criciúma, no Sul do Estado, no espaço cultural do Nações Shopping. A exposição conta com 20 retratos estilizados de mulheres que foram vítimas dos crimes de feminicídio e tentativa de feminicídio nas cidades de Tubarão, Criciúma, Içara, Araranguá, Braço do Norte e Laguna, entre os anos de 2012 e 2021.

Os retratos foram produzidos por artistas catarinenses parceiros da iniciativa, que utilizaram de delicadeza e sensibilidade para compor uma obra sensível a fim de homenagear essas mulheres e o papel desempenhado por elas na sociedade.

Nadya Niehues Becker, que foi uma das artistas participantes do projeto, conta que procurou demonstrar em suas obras o contexto de onde as vítimas buscaram força para superar as situações. “É como se eu tivesse entregando cada uma ao seu destino para que elas conseguissem ficar bem. É o retrato de um lugar onde elas têm paz no coração”, destacou a artista.

O projeto "As Cores de Cada Vida" foi idealizado pela psicóloga policial civil Clarissa Moreira Enderle, da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) de Tubarão, e institucionalizado pela Polícia Civil.

A coordenadora das Delegacias de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) em SC, delegada Patrícia Zimmermann D’Ávila, explica que o objetivo da Polícia Civil e de todos os integrantes do projeto é lançar novos olhares para o tema do feminicídio a partir da linguagem artística e sensibilizar a população.
A iniciativa é um projeto do programa Polícia Civil Por Elas desenvolvido pela Polícia Civil catarinense. A exposição conta com patrocinadores locais, começará pelo Sul de SC e deverá percorrer todo o Estado.

Artistas participantes: Albertina Prates, Dirvaldo M. Rodrigues, Soraya de Pieri, Ana Mendes Simões, Carlos André de Oliveira, Luís Fernando Siqueira, Raïssa Beatriz Bússolo Capelar, Nadya Niehues Becker, Juliano Ferreira Mattos, Simoni Tezza Coelho, Abrão Scotti, Lissandra Comin, Eliza Lins Menucci Makray e Sonia Alves.

Assista ao documentário sobre o projeto e aos vídeos dos delegados de Polícia falando sobre as investigações dos casos que foram inspirações das obras. 

WhatsApp Image 2022 11 22 at 18.46.57

ACADEPOL

A Polícia Civil de Santa Catarina lançou nesta terça-feira (22) o novo site da Academia de Polícia Civil de Santa Catarina (Acadepol). Moderna e intuitiva, a plataforma foi pensada para atender o público acadêmico trazendo mais conteúdo e autonomia aos serviços.

O novo site da Acadepol foi elaborado pela Gerência de Tecnologia da Informação da Polícia Civil (Getin/PCSC) e representa uma evolução histórica para a Acadepol.

Entre as novidades estão a publicação periódica da revista científica do programa de Pós-Graduação da Acadepol, novos conteúdos como galeria de fotos e possibilidade de inserção de vídeos, além de ferramentas que possibilitam mais agilidade na navegação.

Para conferir as novidades acesse: www.acadepol.sc.gov.br

pc222222222222222222

A Polícia Civil de Santa Catarina disponibiliza uma nova ferramenta: o “Alerta Carga PCSC”. O serviço, desenvolvido pela Gerência de Tecnologia da Informação da PCSC, em parceria com a Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC), visa registrar alertas sobre o roubo e furtos de cargas que aconteceram em todo o território nacional.

A rapidez na comunicação do delito para a Polícia Civil agiliza a busca de evidências que, com o passar do tempo, poderiam se perder, trazendo mais eficiência e tornando a investigação criminal cada vez mais eficaz.

Os alertas no site da Polícia Civil de Santa Catarina podem ser feitos pela seguradora, transportadora, motorista ou mesmo por qualquer pessoa que tenha conhecimento e informações sobre esses tipos de crimes.

O objetivo é integrar as ocorrências que são registradas em todo o Brasil, já que muitas vezes se tratam de crimes interestaduais. Dessa forma, assim que o registro for feito no site da PCSC (www.pc.sc.gov.br), a Delegacia de Furtos e Roubos de Cargas terá acesso direto aos dados, que contribuirão para as investigações da unidade.

O sistema apresenta ferramentas que permitem o upload de fotos, documentos e até registros de ocorrências que forem realizados em outras instituições policiais.

Ressalta-se que o registro no ALERTA CARGA PC não substitui a necessidade do registro do Boletim de Ocorrência na Delegacia de Polícia Civil.

pc0000000000000000000

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC/PCSC) de Brusque, em operação conjunta com a Polícia Militar, cumpriu na manhã desta terça-feira (22) quatro mandados de busca e apreensão nos municípios de Brusque e São João Batista.

Em Brusque, os policiais apreenderam entorpecentes (maconha e cocaína), anotações, dinheiro, caderno com contabilidade de venda de entorpecentes e outros materiais relacionados ao tráfico de drogas. Uma motocicleta com a numeração de chassi raspado também foi encontrada e apreendida. Já em São João Batista, um imóvel na região central foi alvo de busca, onde foram coletadas informações para a continuidade da investigação.

Na operação, quatro pessoas foram presas, três homens e uma mulher, pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e adulteração de sinal identificador de veículo automotor.

Os mandados foram expedidos pela Vara Criminal da Comarca de Brusque, após serem apresentadas imagens e outros indícios de que os investigados praticavam a venda de drogas na região, inclusive com a possibilidade de mão de obra de menores de idade.