Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2020 09 30 at 14.31.29 1

A Polícia Civil cumpriu um mandado de prisão de sentença condenatória contra um homem de 50 anos, em Itajaí. Foi na terça-feira (13), por intermédio da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI).

O homem teve a prisão decretada após condenação pela 2ª Vara Criminal da Comarca de Itajaí. Agentes do Setor de Investigação da DPCAMI o localizaram no bairro Cordeiros. Mesmo condenado, ele é suspeito de descumprimento de medida protetiva, sendo apurado o novo fato pela DPCAMI. O homem foi encaminhado à Unidade Prisional.

WhatsApp Image 2020 10 13 at 19.28.25

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Bombinhas, concluiu na terça-feira (13) um inquérito policial que apurava suspeitas de irregularidades por parte de uma ONG conveniada com a Prefeitura de Bombinhas para efetuar o monitoramento da fauna marinha.

A investigação, que se iniciou em 2019, contou com o cumprimento de mandados de busca e apreensão expedidos pela Justiça na residência do investigado e na sede da entidade, localizando mais de 70 sacos de redes de pesca sem o aval dos órgãos ambientais e sem o registro de eventual irregularidade das redes.

Foram constatados ainda indícios de fraudes em relatórios de monitoramento do convênio, cujo pagamento anual estava previsto no valor de R$ 90.000,00. A suspeita é que o autor, que já havia se desfeito de outros petrechos (âncoras, cordas e boias), pretendia realizar a venda do material. O inquérito, que conta com mais de 400 páginas, concluiu pelo indiciamento do representante da ONG pelos crimes de falsidade ideológica, peculato, fraude processual e crime ambiental, e foi encaminhado ao Judiciário para que o Ministério Público decida sobre ação penal.

WhatsApp Image 2020 10 13 at 19.28.26 1

 WhatsApp Image 2020 10 14 at 06.58.41

A Polícia Civil realizou na manhã desta quarta-feira (14) a Operação "Héracles II" para cumprir 15 mandados de busca e apreensão e 08 mandados de prisão temporária expedidos pela Justiça. As ordens judiciais foram cumpridas em São José.

A ação é da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de São José, com o apoio de cerca de 70 policiais civis de todas as regiões do Estado, da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE) e o Núcleo de Operações com Cães (NOC) da Polícia Civil. Houve a apreensão de 36 quilos de maconha.

A Operação “Héracles II” faz parte da continuidade do trabalho de investigação realizado pela DIC de São José referente ao combate às organizações criminosas que atuam no município, visando angariar elementos de autoria e materialidade do crime, a fim de desarticular de forma permanente o crime organizado na região da Grande Florianópolis.

A primeira Operação “Héracles” foi realizada em setembro e faz referência ao herói da mitologia grega que derrotou Hidra de Lerna (serpente com corpo de dragão com 9 cabeças).

Drogas apreendidas

Até à tarde desta quarta-feira, foram cumpridos seis mandados de prisão temporária e um mandado de prisão preventiva referente a um foragido do Estado do Paraná. Foram apreendidos 36 quilos de maconha, balança e porções de crack. Houve ainda apreensões que comprovam a materialidade delitiva.

WhatsApp Image 2020 10 14 at 06.58.25

WhatsApp Image 2020 10 14 at 07.21.37

WhatsApp Image 2020 10 14 at 06.30.23

 POLICIA CIVIL COLETE TRÁS

Policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Caçador efetuaram nesta terça-feira (13) a prisão em Caçador de um homem por tentativa de feminicídio da esposa dele. O crime ocorreu em 2004, em São José.

Ele foi condenado pela Justiça em 1a instância no ano de 2011. A condenação de 8 anos de reclusão foi confirmada pelo Tribunal de Justiça, em 2016. Houve quatro disparos de arma de fogo. O homem, que é advogado, estava foragido desde então. A prisão se deu após investigações por agentes da DPCAMI, os quais, por meio de diligências, confirmaram que o foragido poderia estar escondido em um imóvel em Caçador. Ele foi encontrado após ter saído do imóvel escondido no porta-malas de um veículo. Ele foi preso e encaminhado ao sistema prisional.

pc giro noite

A Justiça condenou a 67 anos de reclusão um homem preso pela Polícia Civil. Em maio deste ano, ele foi preso preventivamente em Botuverá por suspeita de ter praticado abusos sexuais contra vítimas distintas. Após o término da investigação pela Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI) de Brusque, o suspeito foi denunciado pelo Ministério Público.

Realizada a instrução processual, foi publicada a sentença condenando o homem a 67 anos de reclusão pelos crimes de estupro de vulnerável e atentado violento ao pudor praticados em diversas ocasiões distintas contra as vítimas no decorrer dos últimos 18 anos. Ele também foi condenado pelos crimes de ameaça e coação no curso do processo contra uma das vítimas.