Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

94ff15b2 2f51 4a0b 81e3 86be988bda8e

Nesta quarta-feira (15), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Investigações dos Crimes contra a Fazenda Pública (DFAZ) da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC/PCSC), cumpriu um mandado de busca e apreensão em São José, na Grande Florianópolis. O motivo que gerou a ordem judicial foi uma denúncia de comércio de tênis sem o devido recolhimento de tributo.

Durante o cumprimento foram apreendidos mais de mil pares de tênis sem comprovação de origem e documentação fiscal. Na ocasião, foram apreendidos também documentos e a quantia de R$ 43 mil em dinheiro.

O material apreendido será encaminhado para a Secretaria da Fazenda para calcular o valor de tributo sonegado. As investigações prosseguem.

SDSDADSADSADSADS

e51e0b47 376d 4d24 b163 a879aa1ad39b

O dia 15 de junho marca o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa.

Essa tipo de delito se manifesta, principalmente, de forma física, psicológica e financeira. O abandono e a negligência nos cuidados se convertem em fonte de sofrimento na fase da vida em que as pessoas mais necessitam de conforto e bem-estar.

O cuidado à pessoa idosa é responsabilidade de todos, poder público, instituições de proteção, família e comunidade. Por isso, se você tem qualquer suspeita, procure a Delegacia de Polícia mais próxima à sua residência e faça uma denúncia.

A Polícia Civil de Santa Catarina está pronta para registrar e investigar suspeitas de violência contra essa população, mas precisamos da sua ajuda para que esses casos cheguem até nós.

Denuncie:
Disque 181
Disque 100
WhatsApp: (48) 98844-0011
Delegacia Virtual: delegaciavirtual.sc.gov.br

b69ae576 117d 4125 9971 f856f8cd1096

A Polícia Civil de Santa Catarina participa, em São Paulo, da 8ª Assembleia Nacional do Fórum Nacional de Gestoras e Gestores Estaduais e Municipais de Políticas Públicas para População LGBT (FONGES), nesta quarta-feira (15).

A abertura foi com a Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo e o Departamento de Proteção de Direitos de Minorias Sociais e População em Situação de Risco, além da presidência do FONGES.

Entre os temas discutidos estão os impactos na criminalização da LGBTfobia nas Políticas Públicas LGBT+, o atendimento da População LGBT+ no SUAS (Sistema Único de Assistência Social) e o Controle Social nas Políticas Públicas LGBT+.

Representam a Polícia Civil de SC a delegada geral-adjunta, Ester Fernanda Coelho, e a coordenadora das Delegacias de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) em SC, delegada de polícia Patrícia Zimmermann D’Ávila, que também é uma das debatedoras do evento.

d843fe5d d70a 4ca8 904a deb6da601c59

 

WhatsApp Image 2022 06 15 at 14.22.11

Com o início do feriado prolongado de Corpus Christi, a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Proteção ao Turista (DPTUR/PCSC) e da Coordenadoria de Operações Policiais com Cães (COPC/PCSC), realizou uma operação de fiscalização no Terminal Rodoviário Rita Maria, no Centro de Florianópolis.

A ação visou o combate ao tráfico de drogas, armas e de pessoas e foi realizada durante a madrugada e a manhã desta quarta-feira (15).

Houve também o emprego dos cães pela Polícia Civil, com buscas em bagagens e compartimentos de ônibus interestaduais com destino ao Estado de Santa Catarina, além da checagem de cabines e de pertences de passageiros.

Além disso, foi realizada também a fiscalização de passageiros com destino final e em passagem pelo Estado de Santa Catarina, principalmente os que estavam acompanhados de crianças e adolescentes. A finalidade é o combate ao tráfico de pessoas através da verificação de documentos, vínculos familiares e autorizações de viagens regularizadas.

Segundo o delegado de polícia titular da DPTUR/PCSC, Renan Scandolara, a ação tem o objetivo de coibir o deslocamento irregular de pessoas pelo território catarinense e reforçar a segurança turística em um dos modais de maior fluxo de pessoas do Estado.

WhatsApp Image 2022 06 15 at 14.22.10 1

COLETE TRÁS

A Polícia Civil, através da Delegacia de Polícia de Pinhalzinho, prendeu na manhã de terça-feira (14) um homem investigado pela suspeita de ter abusado sexualmente da irmã.

O fato ocorreu no ano de 1997, em Pinhalzinho, durante um ritual de benzimento. Naquela data, o homem tinha 25 anos e a vítima seis anos.

Após o crime, o investigado fugiu, não sendo mais encontrado. Recentemente, a Polícia Civil de Pinhalzinho tomou conhecimento que o foragido estaria escondido no município de Cascavel (Paraná).

Após a investigação e a troca de informação com a Polícia Civil do Paraná, policiais civis de Pinhalzinho foram até Paraná, localizaram e prenderam o foragido da Justiça. O homem foi encaminhado ao presídio de Maravilha.