Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

WhatsApp Image 2021 07 29 at 17.51.41

A Polícia Civil deflagrou na manhã desta quinta-feira (29) a Operação “Abaixo de Zero” com o objetivo de desmantelar uma organização criminosa voltada para o tráfico de drogas e homicídio, em Palmitos, no Oeste de Santa Catarina. A investigação é da Delegacia de Polícia de Fronteira de Palmitos.

No dia 16 de julho, um adolescente e um homem de 20 anos com arma de fogo efetuaram disparos contra duas vítimas que estavam em um estabelecimento comercial, em Palmitos.

Um dos disparos atingiu um homem, que foi socorrido e sobreviveu. Após os disparos, os suspeitos agrediram brutalmente a outra vítima, que teve traumatismo craniano e foi encaminhada em estado grave para Chapecó.

Policiais civis de Palmitos realizaram diligências e apuraram a autoria da dupla tentativa de homicídio por um adolescente de 17 anos e um homem de 20 anos, este último que já era investigado por tráfico de drogas e associação para o tráfico, com outros três suspeitos. Todos foram presos na operação desta quinta-feira.

Nas provas colhidas, a Polícia Civil identificou o chefe do tráfico de drogas e os demais envolvidos, incluindo uma mulher de 33 anos que realizava a contabilidade para a organização criminosa. Diante dos crimes e dos elementos de prova, a Polícia Civil representou pela prisão de quatro suspeitos e a internação de um adolescente. As medidas judiciais foram cumpridas.

Foram apreendidos celulares, balança, drogas e um veículo. Os envolvidos foram conduzidos para o sistema prisional de Chapecó. A operação contou com o apoio da Delegacia de Polícia de Fronteira da Cidade de São Carlos, DRF- Chapecó, DIC- Chapecó e a Guarda Municipal de Chapecó.

COLETE TRÁS

A Polícia Civil capturou um homem por descumprimento de medida protetiva de urgência decretada pelo Judiciário em proteção à sua ex-companheira, em Palhoça, na Grande Florianópolis. A ação é de policiais civis da Delegacia de Proteção à Criança, ao Adolescente, à Mulher e ao Idoso (DPCAMI/PCSC) de Palhoça e ocorreu na quarta-feira (28).

Os policiais civis cumpriram mandado de prisão preventiva expedido pela Justiça. A vítima solicitou medidas protetivas após ter sido ameaçada pelo seu ex-companheiro. No entanto, mesmo ciente das restrições, ele continuou a lhe perseguir e ameaçar, inclusive alegando estar na posse de uma arma de fogo.

Na oportunidade também foi dado cumprimento a um mandado de busca e apreensão na residência do investigado. Porém, nada de ilícito foi encontrado. Após prestar declarações sobre os fatos, o preso foi encaminhado ao sistema prisional.

viatura cima

Nesta quinta-feira (29), a Polícia Civil efetuou a prisão preventiva de um homem de 18 anos por estupro de vulnerável, em Braço do Norte, no Sul do Estado. Foi através da Delegacia de Polícia de Braço do Norte.

Em julho, foi registrado um Boletim de Ocorrência de estupro de vulnerável. A vítima seria uma criança de nove anos. A prisão ocorreu em razão do inquérito policial instaurado para apurar o fato. O mandado foi expedido pela Comarca de Braço do Norte e o preso encaminhado para o presídio de Tubarão.

01

Nesta quinta-feira (29), policiais civis doaram cerca de 780 quilos de alimentos arrecadados, em Tubarão, no Sul do Estado. A iniciativa faz parte da campanha dos 209 anos da Polícia Civil de Santa Catarina.

A mobilização foi de policiais civis da 5ª Delegacia Regional de Polícia de Tubarão.

Os alimentos arrecadados foram doados a três entidades beneficentes para distribuição junto à comunidade.

06

05

03

b8d195eb 0fe3 4ed0 b0ec 4685c394d50d

 

Os criminosos fazem anúncios em redes sociais se passando por instituições financeiras de crédito rápido com ofertas tentadoras.

Após contato da vítima, os golpistas solicitam o pagamento de uma taxa para a liberação do empréstimo.

São solicitados diversos pagamentos, até que a vítima perceba que se trata de um golpe e pare de pagar.

Como prevenir?

Instituições financeiras nunca solicitam pagamentos prévios para a liberação de valores.

Sempre desconfie de ofertas imperdíveis. Na dúvida, procure os canais oficiais de comunicação da instituição.

 

9ee69e22 ce06 4db1 8fbf a9632fe82932

 

928b51f8 53bf 44d2 ba98 a6f46f746ceb