Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

viaturas 5

Quatro suspeitos, entre mandantes e executores, foram indiciados por um homicídio de uma mulher de 38 anos, em Barra Velha, litoral Norte de Santa Catarina. Ela foi encontrada morta no dia 26/03/2019, atingida por disparos de arma de fogo, na sala de sua residência, no bairro São Cristóvão.

A Polícia Civil apurou que ela foi morta em virtude de disputas entre traficantes locais. Ficou demonstrado que a vítima estaria envolvida em disputas com outra traficante da região pelo domínio de alguns pontos de venda de drogas no “Morro do Colchão”.

Em virtude do conflito, a ordem para sua morte foi decretada pela cúpula de uma facção criminosa de abrangência estadual que exerce o controle do narcotráfico naquela região.

Os suspeitos foram indiciados pelo crime de homicídio qualificado pelo motivo torpe e organização criminosa. O inquérito policial foi concluído e encaminhado à Justiça e ao Ministério Público.

80af8734 a5ea 49bf 9ec0 a700342e6895

Na manhã desta quarta-feira (29), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal de Itajaí, com o apoio da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (CORE/PCSC) e dos NOCs de Lages e Caçador, deflagrou operação visando apurar a autoria do crime de roubo a banco e desmantelamento de organização criminosa, ocorrido no dia 6 de julho deste ano, no bairro Praia Brava, em Itajaí.

O resultado da operação de hoje foi a prisão, em flagrante, de um dos investigados, pela prática do delito de posse irregular de munição (artigo 12 da Lei 10.826/03). Além disso, a Polícia realizou o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão, sendo quatro em Itajaí e um no bairro no Saco dos Limões, em Florianópolis. Durante as buscas foram apreendidos diversos bens de valores, inclusive ouro e dinheiro em espécie, além de munição, veículo e motocicleta.

190b2b5f 8dca 4f1e adfe 3a4687b2d0b6

Na manhã desta sexta-feira (24), a Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí, com apoio da DEIC, de delegacias da Grande Florianópolis, delegacias da Diretoria de Polícia do Litoral, Polícia Penal de Santa Catarina, SAER e NOCS, deflagrou a Operação Policial Dominó, cumprindo 55 ordens judiciais, sendo 33 mandados de buscas domiciliares e 22 mandados de prisões temporárias.

A operação policial contou com a participação de 140 policiais civis do Estado de Santa Catarina e 40 viaturas policiais, além da aeronave do SAER da Polícia Civil. As buscas domiciliares e prisões foram realizadas nas cidades de Itapema, Penha, Blumenau, Joinville, Itajaí e Uruguaiana (RS).

Foram presas 19 pessoas durante a operação policial por envolvimento nos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas, sendo lavrados três autos de prisões em flagrantes e um termo circunstanciado. Além do cumprimento de prisões cautelares, foram apreendidos drogas, celulares e três pessoas foram autuadas em flagrante.

Após as prisões, os conduzidos foram recolhidos no Presídio Regional de Itajaí e permanecem à disposição da Justiça.

fefede26 e892 45d3 b3d9 29cfbc068c79

 

banner3

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Delegacia de Polícia da Comarca de Barra Velha, concluiu o inquérito policial que investiga um crime de latrocínio ocorrido no mês de julho em Barra Velha. Após as investigações, um homem de 34 anos de idade foi indiciado pelo crime. O suspeito encontra-se foragido da Justiça.

No dia 24 de julho deste ano, um homem de 65 anos foi encontrado em óbito em sua cama por vizinhos. A vítima foi morta por facadas e por pancadas com o cabo de uma espingarda de pressão na cabeça, tendo ficado com o rosto desfigurado.

Ficou demonstrado pelas investigações que um amigo da vítima teria desferido os golpes após uma discussão na madrugada, bem como subtraído o aparelho celular da vítima, quantia em dinheiro e seu veículo.

COLETE TRÁS

A Polícia Civil de Santa Catarina, por meio da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Itajaí, concluiu inquérito policial que apurou os crimes de homicídio qualificado, aborto e ocultação de cadáver, praticados contra uma mulher grávida de 7 meses, no bairro Laranjeiras, em Itajaí. Após as investigações, foram identificados dois homens, que teriam sido os autores dos crimes. Um dos autores foi preso no sábado (4), quando retornava do Rio Grande do Sul. O outro homem encontra-se foragido.

Após intenso trabalho de investigação, a equipe apurou que os crimes foram executados pelos dois homens, que eram conhecidos da vítima, os quais, de forma premeditada, marcaram um encontro com ela, sob a alegação de que fariam um pagamento referente a uma dívida de seis mil reais. No entanto, quando a vítima entrou no carro dos agressores, foi estrangulada por um deles, indo a óbito.

Em seguida, os agressores levaram o corpo da vítima para um local ermo, retiraram o corpo do veículo e atearam fogo, utilizando um colchão, com a intenção de ocultá-lo. No mesmo dia, um dos agressores fugiu para o Rio Grande do Sul, enquanto o outro agressor seguiu sua vida normalmente na cidade.

Com a identificação dos agressores foram postuladas suas prisões cautelares e após o deferimento pela justiça, o agressor que havia se evadido para outro estado foi localizado e preso Atualmente, ele está recolhido no Presídio de Itajaí e encontra-se à disposição da Justiça.

O agressor preso foi interrogado e confessou a prática do delito, relatando com detalhes o ocorrido, inclusive a motivação torpe do crime. O segundo agressor identificado, apesar da prisão cautelar decretada, ainda não foi localizado, pois encontra-se foragido em local incerto.