Conecte-se

FacebookTwitterInstagramYoutube

8ca45ddb 8c57 4fed a298 62c1a6537929

Os golpistas buscam dados de suas vítimas em aplicativos de relacionamento e namoro. O primeiro contato é feito pelo site de relacionamento e depois pelo WhatsApp.

Após iniciar conversas amorosas com fotos de uma pessoa fictícia, surgem as falsas declarações de amor e conversas sobre o desejo de se mudar para o Brasil e assim poder viver perto da vítima.

Na sequência, os golpistas pedem o endereço residencial da vítima e depois afirmam que estão enviando uma caixa (muitas vezes mandam fotos) com joias, numerários e outros itens, que supostamente foram retidos pela Receita Federal. Para retirá-la, a vítima precisa fazer um depósito de um valor, que geralmente varia de R$ 2.500 a R$ 4.000.

Em alguns casos, o golpista afirma que tem um intermediário no envio da tal caixa e pede que todo o depósito ou parte dele seja feito no nome dessa pessoa. Os golpistas fazem ameaças à vítima e a seus familiares caso não efetue o depósito.

Como prevenir?
Nunca compartilhe fotos e vídeos íntimas através de mensagens;

O que fazer?
Se for vítima de extorsão, procure a Delegacia de Polícia mais próxima;
Não deposite o valor solicitado. 

86454425 b870 4e2e 948c d3aeb413e7aa

 

bcabb2e4 3b48 45dd b24e 783a4ffd4e17

b8d195eb 0fe3 4ed0 b0ec 4685c394d50d

 

Os criminosos fazem anúncios em redes sociais se passando por instituições financeiras de crédito rápido com ofertas tentadoras.

Após contato da vítima, os golpistas solicitam o pagamento de uma taxa para a liberação do empréstimo.

São solicitados diversos pagamentos, até que a vítima perceba que se trata de um golpe e pare de pagar.

Como prevenir?

Instituições financeiras nunca solicitam pagamentos prévios para a liberação de valores.

Sempre desconfie de ofertas imperdíveis. Na dúvida, procure os canais oficiais de comunicação da instituição.

 

9ee69e22 ce06 4db1 8fbf a9632fe82932

 

928b51f8 53bf 44d2 ba98 a6f46f746ceb

 

WhatsApp Image 2021 07 28 at 17.33.34

Arrecadação e entrega de alimentos e de material de higiene pelo Estado, além da doação de sangue, foram realizadas novamente este ano por policiais civis de Santa Catarina.

Os gestos solidários ao longo do mês fizeram parte do aniversário da Polícia Civil de Santa Catarina, que completa 209 anos nesta quinta-feira, dia 29 de julho.

A iniciativa já havia sido realizada no ano passado. A Polícia Civil agradece a todos os que participaram e colaboraram e continuará com a sua missão de servir e proteger a população.

5c7605c0 1a79 4149 8c12 e0251b7168b3

 

O criminoso consegue o telefone da vítima em sites de vendas online.

Ele copia o anúncio feito pela vítima e cria um novo anúncio falso, entretanto, com o valor mais baixo.

O golpista diz que comprará o bem anunciado e que pagará uma dívida que possui com algum cliente, sócio, amigo ou irmão, e, portanto, pede silêncio no momento de apresentar o objeto para a segunda vítima, prometendo algum lucro financeiro nesta negociação silenciosa.

A vítima interessada em comprar também é orientada a se manter em silêncio e por isso ganhará um desconto.

Com o enredo pronto, o criminoso fornece contas de terceiro para receber o pagamento;

Após recebido valor, o criminoso combina de assinar o recibo em cartório com ambas as vítimas, as quais descobrem que caíram em um golpe.

Como prevenir?

Mantenha sempre um diálogo aberto com o vendedor/comprador;

Faça questão de ver o bem pessoalmente;

Busque outras formas de confirmar que realmente a pessoa que está vendendo é a mesma que está sendo feita a negociação;

Confirme se a conta informada pertence ao vendedor, ou algum familiar próximo (filho, esposa, pai, mãe, etc.);

Quando disponível, utilize os meios de pagamentos oferecidos pelas plataformas de venda.

 

68300495 c035 46ce 8a60 f6d758d20899

 

45dc97be df71 4da4 a7ef ca456c219d72

WhatsApp Image 2021 07 27 at 17.59.19

A Academia da Polícia Civil (Acadepol/PCSC), localizada em Canasvieiras (norte da Ilha de Santa Catarina), na Capital, começou a desenvolver nesta terça-feira (27) uma iniciativa de separação e coleta seletiva de resíduos sólidos recicláveis.

A ação faz parte do projeto “Acadepol Ambiental” e visa instituir a separação e coleta seletiva de resíduos sólidos recicláveis. Lixeiras identificadas foram espalhadas pela Acadepol. O copo plástico, o papel e embalagens de alimentos podem ser depositadas no reciclável, máscaras e guardanapos vão no lixo convencional, por exemplo.

A prática está dentro do que prevê o Plano de Resíduos Sólidos do Estado de Santa Catarina e a lei federal 12.305/10, de transparência no gerenciamento dos resíduos, além de promover a separação e a correta destinação. A ativação do projeto contou com o apoio da Gerência de Planejamento da Polícia Civil.

WhatsApp Image 2021 07 27 at 17.59.20